Pelo Twitter, Caiado ataca escolha de Dias para vice de Serra

O vice-presidente do DEM, o deputado Ronaldo Caiado (GO), atacou, através do seu Twitter, a indicação do senador Alvaro Dias para vice do candidato do PSDB à presidência da República, José Serra, e afirmou que seu partido não abrirá mão de indicar um nome para a chapa. "Com um aliado desse, oDemocratas não precisa de inimigo. Vou defender dentro da executiva o fim da aliança com o PSDB", escreveu Caiado.

O deputado ressaltou que sempre defendeu a tese da candidatura própria, mas disse ter firmado uma parceria com o PSDB pelo bem do País. "Como vice-presidente do Democratas, apoio a decisão de Rodrigo Maia de não abrir mão da vice". O Democratas não admite tal golpe. Conversei com o presidenteRodrigo Maia e o partido não abre mão da vice". Caiadoressaltou que o DEM só cederia a vaga se fosse por Aécio Neves.

O PSDB apresentou nesta sexta-feira (25) a todos os partidosaliados o nome de Alvaro Dias para ocupar a vice. A cúpula tucana se reuniu na noite desta quinta-feira (24) e Guerra apresentou formalmente o nome do parlamentar como opção da legenda para a vice. "Se na campanha nos tratam assim, imaginem se o PSDB ganhar a campanha?", continuou Caiadoatravés de seu Twitter.

O deputado fez críticas direcionadas a Alvaro Dias, afirmando que o senador não tem força política. "@alvarodias_ é umsenador que não tem voto e é odiado pelos professores".

Caiado afirmou que seu partido soube da indicação de Dias através da imprensa e que o DEM não teria sido comunicado. Ao final, justificou suas mensagens: "senti liberdade para falar isso a vocês porque o PSDB desrepeitou o DEM. Tomaram uma decisão e deixaram a imprensa comunicar. Em toda minha vida pública me pautei pela transparência, pela ética e pelo cumprimento de acordos e respeito a aliados e adversários. Por isso fiz questão de fazer essas ponderações a todos vocês aqui pelo Twitter".

DEM se rebela e ameaça romper com PSDB

Maior partido da aliança em torno de José Serra, o DEM se rebelou ontem e condenou a escolha do tucano Alvaro Dias para vice. Democratas ameaçaram até propor rompimento com o PSDB na convenção naciona do partido, quarta-feira. Até lá, o PSDB decide se mantém ou não a indicação do senadorparanaense.

"Entendemos que, se não for o Aécio [Neves], o vice é nosso", afirmou o presidente do DEM, Rodrigo Maia (RJ). A briga foi explicitada no Twitter: "O DEM é uma merda!!!", atacou o presidente do PTB, Roberto Jeffferson. No microblog, odeputado Ronaldo Caiado (GO) pregou a ruptura e acusou os tucanos de tentar ocultar a decisão.

Segundo relato de Caiado, Maia telefonou para o presidente nacional do PSDB, Sérgio Guerra (PE), para confirmar a escolha. Em resposta, Guerra teria dito que nada fora decidido. "Eles não tiveram coragem de nos informar a decisão", protestou. Sob pressão, Guerra afirmou, em nota, que o nome de Dias ainda depende de aprovação dos aliados. Mas, numa tentativa de isolar o DEM, os tucanos buscaram apoio prévio do PPS e do PTB. Em defesa do nome tucano, Jefferson chegou a dizer que não seria oportuna a escolha de um democrata.

"Com a crise no DF, seria o momento de o DEM dar uma recuada. É natural", afirmou Jefferson, que fez duros ataques ao DEM no Twitter. Já o presidente do PPS, Roberto Freire (PE), alegou que a imposição do DEM pode prejudicar a candidatura de Serra à Presidência. Segundo ele, a opção por Dias é a que mais ajuda. "Eles têm nome.

Mas é o que mais pode nos ajudar? É o que mais soma?", perguntou. Maia acusou o PSDB de usar a vaga de vice para tentar resolver um problema do partido no Paraná, sem considerar a necessidade da campanha. "O problema do Serra está no Sudeste e no Nordeste. Será que eles não entenderam isso?", perguntou Rodrigo Maia.

Para complementar: "Se eles querem abrir mão, que abram no Paraná com o braço deles e não com o meu". A pesquisa do Ibope divulgada nesta semana revela que o Sul é a única região onde Serra vence Dilma.

Maia aconselhou o PSDB a resolver o problema da aliança no Paraná indicando o ex-prefeito de Curitiba, Beto Richa (PSDB), para disputar o Senado e dando a vaga de candidato aogoverno a Osmar Dias (PDT), irmão de Alvaro. A dificuldade está no fato de Richa liderar as pesquisas para o governo. Para tentar convencer o DEM, o PSDB deve facilitar as alianças com opartido em Sergipe e no Pará.

FONTE: Folha de S. Paulo

Caiado discute formas de combate ao crack

Integrante da Frente Parlamentar de combate ao crack, odeputado Ronaldo Caiado (DEM) conversou com colegas departido que estiveram recentemente na Itália, Holanda e Portugal para conhecer formas de tratamento aos viciados e combate à droga. Caiado é do mesmo partido dos deputado Alceni Guerra (PR) e Germano Bonow (RS) que representaram o grupo na Europa. “Os R$ 400 milhões que o governo federal prometeu para combater o crack não são suficientes e vão condenar à morte mais de 1 milhão de brasileiros, na sua maioria jovens”, disse o goiano.

Caiado explicou que na Europa o primeiro passo é a internação por um longo período. “Só depois o dependente passa a frequentar uma unidade de apoio. Aqui no Brasil fazem o contrário. Faltam leitos para internação”, disse. A comissão daCâmara verificou em Portugal como é aplicada a internação compulsória de dependentes de drogas. Na Holanda, verificaram controle das lojas autorizadas a vender entorpecentes. Os italianos apontaram questões relativas ao uso da psiquiatria no tratamento.

Segundo Caiado, existe uma tendência dentro da Frente pela internação compulsória do dependente químico, como ocorre nos Estados Unidos e na Argentina. O deputado explicou que o tratamento adequado consiste na substituição da droga por remédios de ação neurológica que fazem o desejo de nova dose desaparecer por 15 dias.

FONTE: Diário da Manhã

Caiado entre os 100 mais

O deputado Ronaldo Caiado está entre os 100 tuiteiros mais influentes do Brasil, segundo o renomado site www.twitterank.com.br. Além de liderar a lista dos deputados federais, o goiano ocupa a 97ª posição entre todos os brasileiros que estão no Twitter. Com pouco mais de 11 mil seguidores, Caiado usa o microblog para dar opiniões fortes e
autênticas, debater assuntos dos mais variados e colocar links de matérias que envolvem política e do seu portal
www.ronaldocaiado.com.br. Caiado também aproveita para atender jornalistas goianos e da mídia nacional. Na quinta-feira, 10, debateu com o jornalista Fernando Rodrigues, da Folha de S. Paulo, a aprovação do polêmico projeto dos royalties do pré-sal. “@FR_BSB goianos do interior são tão brasileiros quanto cariocas da zona Sul.Divisão dos royalties é justa”, provocou. “Estados produtores não serão prejudicados, serão compensados”, sentenciou Caiado. Ontem, Caiado
colocou matéria que o Diário da Manhã fez sobre a atuação dele no combate ao crack. Ele faz parte da Frente Parlamentar de Combate à droga.

FONTE: DM

Caiado será indenizado

O deputado Ronaldo Caiado (ele é do Democratas), tuiteiro convicto, no seu miniblog, disse ontem que vai ganhar uma bolada do escritor Fernando Morais, que em seu livro, disse que oparlamentar era autor de um projeto um tanto desumano: o de propor a esterilização das mulheres nordestinas através da água.

– Fernando Morais inventou que eu teria dito em 1989 ao publicitário Gabriel Zillmeister para adicionar esterilizante na água das nordestinas – postou em seu Twitter, para emendar, maisembaixo: – Juiz Ricardo Teixeira, da 7ª Vara de Goiãnia, condenou jornalista Fernando Morais, a Editora Planeta e o publicitário Gabriel Zillmeister. Na justiça, Gabriel negou ter dito isso a Fernando Morais. Ficou caracterizada a mentira. E completa, justificando: – Em primeiro lugar, minhas ligações com os nordestinos são familiares. Minha esposa é baiana, por exemplo. Caiado diz que Zillmeister e Editora Planeta foram condenados cada um a pagar R$ 1 milhão. Morais terá que pagar R$ 500 mil por danos morais.

– O livro Na Toca dos Leões poderá circular. Só terão que fazer a correção e colocar a verdade dos fatos. Sou contra qualquer tipo de censura. Fiz questão de não pedir proibição do livro Na Toca dos Leões. Apenas a correção e a verdade dos fatos – finaliza o deputado-tuiteiro ou o tuiteiro-deputado.

FONTE: DM

Juiz condena editora e escritor a indenizar Caiado

O juiz Ricardo Teixeira Lemos, da 7ª Vara Cível de Goiânia, condenou o escritor Fernando Morais, o publicitário Gabriel Douglas Zillmeister e a Editora Planeta do Brasil por danos morais contra o deputado Ronaldo Caiado (DEM). O juiz também determinou o recolhimento do livro Na Toca dos Leões, publicado pela primeira vez em 2005.

Na decisão, o juiz pede que a editora recolha todas as obras junto a seus distribuidores e postos de venda, sob pena de multa de R$ 100 mil. Por outro lado, foram autorizadas a reimpressão, distribuição e comercialização sem o conteúdo que o deputado considerou ofensivo.

O juiz ainda condenou Zillmeister e a Editora Planeta a pagarem indenização de R$ 1 milhão cada a Caiado. Já Fernando Morais terá de pagar R$ 500 mil. Os requeridos também deverão publicar uma retratação a Caiado por três vezes ou em três edições consecutivas de quatro jornais, sob pena de multa de R$ 500 mil.

A condenação é resultado de cinco anos de processo na Justiça, em que o deputado questionou informação publicada na obra, que conta a história da agência publicitária W/Brasil. Na parte contestada, Zellmeister chama Caiado de “louco” e cita um suposto plano para esterilizar as mulheres e acabar com a superpopulação dos nordestinos. A suposta afirmação teria sido feita durante a campanha presidencial de 1989. Em interpelação criminal, Zillmeister negou que tenha narrado o episódio ao escritor.

Em liminar concedida pelo juiz Jeová Sardinha em maio de 2005, na mesma Vara Cível, foi determinada a proibição da comercialização do livro, com a justificativa de que a obra conteria trechos que prejudicavam a imagem do deputado. A obra só foi liberada em novembro de 2005, por decisão da 4ª Câmara Cível, que julgou o interposto da Editora Planeta. Um dos desembargadores na época, Carlos Escher afirmou que a proibição da veiculação de texto em obras literárias era abusiva e ilegal.

Em seu Twitter ontem, Caiado comentou a decisão e ressaltou o falto de que o livro poderá circular. “Sou contra qualquer tipo de censura. Fiz questão de não pedir a proibição do livro Na Toca dos Leões. Apenas a correção e a verdade dos fatos.” À reportagem, ele garantiu que “de forma alguma” houve censura na primeira decisão que proibiu a venda do livro.

Caiado comemorou ontem a sentença e afirmou que era um dia especial. “Fui a várias audiências que foram canceladas. Foi um sofrimento enorme. É uma ação que tramita há cinco anos e só agora conseguiram ouvir todas as testemunhas e colher provas. Gastaram-se cinco anos com essa mentira. Sei que vão recorrer, mas vou continuar na minha luta”, garantiu.

FONTE: O Popular

Juiz manda escritor indenizar deputado por citação em livro

O juiz Ricardo Teixeira Lemos, da 7ª Vara Cível de Goiânia, condenou nesta segunda-feira o publicitário Gabriel Zillmeister, a Editora Planeta, e o escritor Fernando Morais por danos morais cometidos contra o presidente do DEM em Goiás, o deputado federal Ronaldo Caiado. A Planeta e Zillmeister terão que pagar R$ 1 milhão, cada um. Fernando Morais, R$ 500 mil. Da decisão, no entanto, ainda cabe recurso.

Em 2005, a editora publicou o livro Na Toca dos Leões, que conta a história da agência W/Brasil, onde Morais relatou um suposto diálogo de Caiado com Zillmeister. Na ocasião, escreveu que Caiado teria dito na campanha presidencial de 1989 ao publicitário que poderia esterilizar as nordestinas por meio de uma substância química.

Na época, Caiado negou e afirmou ter sido vítima de perseguição, mentira e calúnia. De acordo com a decisão, a editora terá que corrigir a falsa informação na atual edição do livro e nas demais que forem publicadas. “Em primeiro lugar, minhas ligações com os nordestinos são familiares. Minha esposa é baiana, por exemplo”, disse Caiado. “Nada melhor do que resgatar a verdade”, disse o líder democrata, para quem a citação de Morais foi “mentirosa, maldosa e criminosa”.

“Sou contra qualquer tipo de censura”, ainda comentou o líder ruralista. “Fiz questão de não pedir proibição do livro. Apenas a correção e a verdade dos fatos”, prosseguiu. A única reivindicação que faço é que a responsabilidade não deve ser deixada de lado. Imprensa boa é imprensa livre”, disse Caiado.

Caiado, que espera a convenção do DEM, no próximo dia 30 de junho, para decidir se será candidato a reeleição este ano, ou se sairá compondo uma das três chapas majoritárias que concorrem ao governo do Estado, considerou o processo bem fundamentado. “O juiz ouviu todos os lados, foi consistente”, disse sobre a decisão de mais de 100 páginas.

FONTE: Terra

Juiz manda Fernando Morais indenizar deputado por danos morais

O juiz Ricardo Teixeira Lemos, da 7ª Vara Cível de Goiânia, condenou o escritor Fernando Morais, o publicitário Gabriel Zillmeister e a Editora Planeta a indenizarem o deputado Ronaldo Caiado (DEM-GO) em R$ 2,5 milhões por danos morais. Eles podem recorrer.

Em 2005, a editora publicou o livro “Na Toca dos Leões”, que conta a história da agência W/Brasil. No livro, Moraes conta um diálogo entre Caiado e Zillmeister durante nas eleições de 1989.

Segundo o escritor, o deputado disse que era poderia esterilizar as nordestinas por meio de uma substância química.

Na época, Caiado negou que tenha feito a afirmação.

Pela decisão do juiz, a editora terá que retirar o afirmação na atual edição do livro e nas próximas.

A editora e o publicitário podem pagar R$ 1 milhão cada, enquanto Moreis, R$ 500 mil.

“Fiz questão de não pedir proibição do livro. Apenas a correção e a verdade dos fatos. A única reivindicação que faço é que a
responsabilidade não deve ser deixada de lado”, afirma o deputado, em nota.

A reportagem entrou em contato com a editora, mas ainda não obteve resposta. Moraes e Zillmeister ainda não foram localizados.

FONTE: FOLHA

Pesquisa: Caiado e Otoni são mais lembradas para Câmara Federal

Ronaldo Caiado é o deputado federal mais lembrado pelo eleitor, de acordo com a pesquisa Rádio 730/Tribuna do Planalto/Instituto Verus, divulgada nesta terça-feira, 08. O parlamentar do DEM tem 1,4% das intenções de votos no levantamento espontâneo.

Caiado é seguido do também deputado federal Rubens Otoni (PT), que aparece com 1,0%. Em terceiro aparece Sandro Mabel, com 0,8 e Leonardo Vilela, com o mesmo percentual.

Jovair Arantes (PTB) é o quinto mais lembrado, com 0,7%. Ernesto Roller (DEM) e Marcelo Melo (PMDB) tem 0,5%. Flávia Moraes (PDT), Sandes Júnior (PP) e Dona Íris Araújo (PMDB) aparecem em seguida com 0,3%

O levantamento espontâneo foi feito entre os dias 14 e 21 de maio, em todas as regiões do Estado. O eleitor respondeu a seguinte pergunta: Em quem o senhor (a) votaria para deputado federal se a eleição fosse hoje?

Foram ouvidas 1.200 pessoas com 16 anos ou mais, residentes há mais de um ano na cidade pesquisada. A pesquisa foi registrada no TRE-GO com o número 19931/2010, e no TSE com o número 12180/2010.

FONTE: Rádio 730

DEM é disputado por três chapas na corrida pelo governo

Em Goiás, a grande expectativa neste mês de convenções partidárias é em torno da definição do apoio do DEM na eleição estadual. Isto porque o partido, presidido no Estado pelo deputado federal Ronaldo Caiado, é a única sigla de maior peso que ainda não divulgou sua tendência de apoio a um dos três pré-candidatos melhor colocados nas pesquisas pela disputa do governo.

Desta forma, Marconi Perillo (PSDB), Iris Rezende (PMDB) e Vanderlan Cardoso (PR) têm, literalmente, disputado o apoio do partido, que, além de dispor de bons quadros para compor a chapa majoritária – como o popular senador em reeleição Demóstenes Torres -, agregaria cerca de cinco minutos para a propaganda de TV e rádio de qualquer um deles.

Porém, apesar das pressões para que o DEM de Goiás revele se vai ou não seguir o alinhamento já fechado em nível nacional com o PSDB, o presidente Ronaldo Caiado informa que a decisão do partido só virá no último dia para as convenções, o dia 30 de junho. “Temos que ouvir as bases, e é isto que estamos fazendo”, explica Caiado, citando que até 14 de junho terá percorrido os 246 municípios goianos colhendo o posicionamento das lideranças locais.

Cautela Caiado também confirma que tem conversado com todos os partidos, e que foi procurado até mesmo pelo PMDB, sigla que tem origem e tradição histórica opostas ao DEM (antigo PDS e PFL) em Goiás. “Ele (Iris Rezende) tem mostrado interesse”, disse o líder ruralista. “Mas eu tenho sido muito cauteloso. A decisão será tomada pela maioria dos delegados, e aí quem for batido (o martelo) não pode contestar”, atenua Caiado.

“Não criaremos fissura nem solução de continuidade dentro do DEM. O DEM vai marchar unido para uma convenção, e aí sai para a decisão final”, assegura Ronaldo Caiado, prometendo um evento “efevercente” na festa do DEM no final do mês.

Pessoalmente simpático a coligação com o PSDB do senador Marconi Perillo, o senador Demóstenes Torres, no entanto, apóia a decisão da direção regional de adiar a definição do DEM para final de junho. “No interior o partido está dividido. Por isto temos que ouvir todos”, diz.

MIRELLE IRENE
Direto de Goiânia

FONTE: Terra

1 2