Juiz manda escritor indenizar deputado por citação em livro

O juiz Ricardo Teixeira Lemos, da 7ª Vara Cível de Goiânia, condenou nesta segunda-feira o publicitário Gabriel Zillmeister, a Editora Planeta, e o escritor Fernando Morais por danos morais cometidos contra o presidente do DEM em Goiás, o deputado federal Ronaldo Caiado. A Planeta e Zillmeister terão que pagar R$ 1 milhão, cada um. Fernando Morais, R$ 500 mil. Da decisão, no entanto, ainda cabe recurso.

Em 2005, a editora publicou o livro Na Toca dos Leões, que conta a história da agência W/Brasil, onde Morais relatou um suposto diálogo de Caiado com Zillmeister. Na ocasião, escreveu que Caiado teria dito na campanha presidencial de 1989 ao publicitário que poderia esterilizar as nordestinas por meio de uma substância química.

Na época, Caiado negou e afirmou ter sido vítima de perseguição, mentira e calúnia. De acordo com a decisão, a editora terá que corrigir a falsa informação na atual edição do livro e nas demais que forem publicadas. “Em primeiro lugar, minhas ligações com os nordestinos são familiares. Minha esposa é baiana, por exemplo”, disse Caiado. “Nada melhor do que resgatar a verdade”, disse o líder democrata, para quem a citação de Morais foi “mentirosa, maldosa e criminosa”.

“Sou contra qualquer tipo de censura”, ainda comentou o líder ruralista. “Fiz questão de não pedir proibição do livro. Apenas a correção e a verdade dos fatos”, prosseguiu. A única reivindicação que faço é que a responsabilidade não deve ser deixada de lado. Imprensa boa é imprensa livre”, disse Caiado.

Caiado, que espera a convenção do DEM, no próximo dia 30 de junho, para decidir se será candidato a reeleição este ano, ou se sairá compondo uma das três chapas majoritárias que concorrem ao governo do Estado, considerou o processo bem fundamentado. “O juiz ouviu todos os lados, foi consistente”, disse sobre a decisão de mais de 100 páginas.

FONTE: Terra

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *