Ronaldo Caiado pede ações para garantir renda da agropecuária

O deputado federal Ronaldo Caiado (foto -DEM) disse ontem que a criação da Agência de Regulação do Agronegócio garantiria a renda do setor no Brasil. “Funcionaria para equilibrar o preço e garantir lucro ao produtor e preços justos ao consumidor”, disse, após participar de audiência pública na Câmara que discutiu o tema. Autor do requerimento da audiência pública,Caiado disse que, apesar de gerar receitas para o Brasil, o setor primário ainda sofre com a falta de políticas de renda. “É inaceitável, até o momento, que o setor rural não tenha nenhum mecanismo de proteção da renda da atividade agrícola. É a atividade produtiva de maior risco, mas que apresenta excelentes resultados, os quais o governo se beneficia e, com frequência, se vangloria.

Entretanto, eventuais prejuízos causados por fatores como condições climáticas, de câmbio ou crédito, são repassados integralmente ao produtor rural.” “Se por um lado somos avançados em tecnologia agrícola, que nos permite ter uma das mais competitivas agriculturas do mundo, sofremos uma brutal atraso na legislação voltada para a política de garantia de renda”, explicou o parlamentar.Caiado ainda disse que o governo federal faz propaganda e marketing com número que nunca saem do papel. “Em Goiás, por exemplo, 70% dos produtores não conseguem ter acesso ao crédito.” Ele citou a safra deste ano, 143,4 milhões de toneladas de grãos. São 8,6% a mais do que 2009. “Mas tivemos perdas de R$ 11,5 bilhões no preço negociado.

Aumentamos a produção e o valor foi reduzido. O produtor não suporta essa carga”, disse. A última renegociação de dívidas ocorreu em 2000. Eram R$ 28 bilhões em dívidas e hoje ultrapassam R$ 100 bilhões. “Isso ocorre porque não existe agência reguladora.”

FONTE: DM

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *