Ronaldo Caiado articula vitória de ACM Neto na liderança do DEM

Depois de viajar 15 Estados para pedir voto ao deputado ACM Neto (BA), na Liderança do DEM na Câmara, Ronaldo Caiado, na foto, comemorou ontem a vitória expressiva do amigo baiano. ACM Neto venceu o paranaense Eduardo Sciarra por 27 a 16 votos. É uma vitória expressiva do grupo de Caiado sobre o do ex-presidente do DEM Jorge Bornhausen. Agora as atenções se voltam para a eleição do próximo presidente nacional do DEM, dia 15 de março. O grupo de Caiado volta a enfrentar Bornhausen.

“Foi uma vitória que mostrou a nossa (deputados) vontade de participar das decisões do partido. Duas conclusões que vocês podem tirar dessa vitória do ACM Neto: o DEM não vai se fundir com o PMDB e continuaremos oposição de verdade”, disse o deputado goiano Caiado. O racha no DEM coloca em lados opostos dois grupos de caciques do partido. O atual presidente, Rodrigo Maia (RJ), tenta manter seu grupo no comando da legenda na eleição marcada para março. O resultado o fortalece, já que ele apoiava ACM Neto. Também fazem parte dessa ala o deputado Ronaldo Caiado e o senador José Agripino (RN), possível candidato do grupo à presidência da legenda. Já a ala que saiu derrotada, é comandada pelo ex-senador Jorge Bornhausen (SC) e por Kassab, que deve sair do partido rumo ao PMDB. Nesse grupo também militam a senadora Kátia Abreu (TO), o ex-senador Marco Maciel (PE) e o ex-candidato a vice-presidente da República, Indio da Costa (RJ). Embora digam oficialmente que farão um gesto de reconciliação ao grupo derrotado ontem, os apoiadores de ACM Neto afirmam, nos bastidores, que o resultado é um fortíssimo indício de que derrotarão o grupo de Bornhausen-Kassab em março.

Durante os últimos dias, os dois lados fizeram intenso corpo a corpo em busca de apoio. Kassab chegou a rodar o País. ACM Neto, até poucas horas antes da reunião de ontem, se encontrava com possíveis apoiadores. O encontro com o último deles, o deputado Heuler Cruvinel (GO), ocorreu no gabinete de José Agripino.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *