A amnésia alcoólica de Juraci

A característica do traidor é a mentira travestida no papel de coitado e vítima. O prefeito de Rio Verde, Juraci, sofre de amnésia alcoólica em doses seletivas. Em primeiro lugar, Juraci jamais me telefonou para tratar de qualquer assunto nos últimos meses. O meio político e a própria imprensa sabem que eu mesmo atendo os meus telefones.
 
Fui informado por terceiros de que Juraci sairia do partido com a alegação de que o Democratas não havia sido estruturado no município de Rio Verde. Essa alegação não procede, já que o cronograma de convenções municipais, estaduais e a Nacional foi decidido anteriormente pela Executiva Nacional do Democratas. Todos foram comunicados que em 16 de julho seriam as convenções municipais; em 20 de agosto, a Estadual; em 6 de dezembro, a Nacional.

A responsabilidade da não realização da convenção do Democratas em Rio Verde é do prefeito Juraci. Como responsável pelo Democratas na cidade, cabia a ele realizar. Associado a isso, como também a ausência dele e do deputado federal Heuler Cruvinel na convenção estadual, fica nítido que o processo de batida em retirada deles já estava em curso. 

Muitos podem perguntar o motivo de Juraci não sair do partido ao mesmo tempo que Heuler. A resposta é simples: ele sabe que o P$D não tem tempo de rádio nem de TV. O gesto de permanecer foi com o objetivo único de usufruir do tempo de Rádio e TV, com um pé em cada canoa, para garantir a peça fundamental numa campanha eleitoral. Enfraquecendo o partido, mas sugando o que restava dele na cidade.

E todos conhecem a minha posição e a maneira como trato esse assunto em relação ao governador Marconi Perillo: transparentes e institucionais. O pior da política é o que incorpora Juraci: a falta de caráter. Em 2008, na convenção do Democratas, tive que me deslocar pessoalmente para Rio Verde e sustentar a candidatura de Juraci, que naquela hora estava deprimido, chorando e ameaçava renunciar, ao mesmo tempo que responsabilizava o então senador Marconi Perillo pelo apoio do PSDB ao PMDB em Rio Verde. 

Quero relembrar a todos que naquele momento e em tantas outras oportunidades que o único termo publicável que Juraci se dirigia a Marconi Perillo era o de traidor. Hoje, Juraci tenta buscar explicações à sua traição usando o governador como muleta.

A população pode ficar tranquila que o Democratas vai continuar a servir Rio Verde e ajudar a reparar esse erro em 2012.

Deputado federal Ronaldo Caiado
Presidente Estadual do Democratas

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *