2013-02-27 Placa de inauguração de 2005 - SLJ 099

PT reage com agressividade à instalação de painel sobre o mensalão

Durante manifestação do Democratas, ontem, para relembrar o ano de 2005 para a história do PT, integrantes do partido governista se mostraram irritados com a iniciativa oposicionista. Após o líder do Democratas na Câmara dos Deputados, Ronaldo Caiado (GO), inaugurar painel com matérias e personagens envolvidos no escândalo do mensalão, o deputado petista Amauri Teixeira (BA) se apropriou do banner e o levou para a liderança do partido causando confusão entre parlamentares e funcionários da Casa.

O painel trouxe fatos ocorridos em 2005 que foram deixados de lado pelo PT em exposição montada em túnel da Câmara Federal contando seus 33 anos de história e 10 anos de governo. Na placa haviam capas de revista e jornal que revelaram e retrataram o escândalo de corrupção protagonizado pelo PT, além de imagens do ex-presidente Lula e outros integrantes do partido, alguns deles, condenados em 2012 pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

“Essa atitude mostra a intolerância ao contraditório do PT à verdade. Não criamos nada que não fossem fatos relatados. Não é correto que eles excluam um fato da história do seu partido. Aí, realmente não é uma exposição honesta”, afirmou Caiado. “É o outdoor mais importante para eles e foi dado como presente. Fico satisfeito com fato de o PT ter levado o painel. Agora, podem refletir sobre o que fizeram em 2005”,complementou o líder do Democratas. Segundo Caiado, o PT mais uma vez se revelou intolerante ao exemplo das agressões desferidas, na semana passada, a blogueira cubana Yoani Sánchez por militantes petistas.

“O deputado Amauri Teixeira demonstrou o que o PT está demonstrando. Falta de preparo para a democracia, falta de preparo para poder mostrar a verdade história querer esconder aquilo que acham que o povo não deve ter conhecimento. Ao tirar a placa do ano de 2005, o deputado nada mais fez do que compartilhar a mentira que o PT que quer esconder o mensalão”, reforçou o deputado Claudio Cajado (Democratas-BA).

“O Democratas respeita a opinião do povo brasileiro. E se sentiu na obrigação de complementar a história do PT. O PT é um partido que não respeita o contraditório e não permite a liberdade de expressão”, disse. “Para que o Brasil não esqueça nós vamos a ajudar o PT a lembrar essa triste página que o partido construiu jogando a bandeira da ética na lata do lixo”, acrescentou o deputado Onyx Lorenzoni (Democratas-RS).

 

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *