“Saúde nunca foi prioridade dos governos do PT”, diz Caiado

O líder do Democratas na Câmara dos Deputados, Ronaldo Caiado, afirmou nesta quarta-feira (14/8) que a Medida Provisória 621/2013, conhecida como MP dos Médicos, é peça de marketing eleitoreira. A afirmação foi feita durante audiência pública com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

Ronaldo Caiado disse que a saúde nunca foi prioridade dos governos do PT. “O projeto que destina 10% da receita corrente bruta da União foi derrotado pelo PT na Câmara. Sabemos da luta árdua para regulamentar a emenda 29. Em 2008, 2010 e 2011 o Ministério da Saúde não cumpriu o mínimo constitucional”, disse.

O líder do Democratas disse ainda que comparado com outros países da América do Sul, o Brasil é o que tem o menor investimento per capita. “Se o governo do PT tratasse a saúde como trata o Eike Batista e o trem-bala, a realidade seria outra”, ironizou. “É falta de investimento, os agentes de saúde que ganham míseros salários e não têm a mínima condição de trabalhar”, disse.

Caiado disse que a MP promove o contrabando de médicos, porque já está providenciando a vinda de estrangeiros antes de ter a proposta aprovada. “O governo acha que a MP dos Médicos vai ser aprovada. E se não for? O contrabando está feito, pois não existe dispositivo legal para esses médicos se manterem”, disse.

Comparação

Ronaldo Caiado disse que Alexandre Padilha se comporta como o apresentador Silvio Santos. “Qual prefeito que não quer médicos? Quando o ministro Alexandre Padilha afirma que todos prefeitos querem médicos, se comporta como o Sílvio Santos em seu programa “Quem quer dinheiro?”. Qual prefeito da conta de arcar com os custos da saúde? UPAs estão fechadas porque o custo mínimo de funcionamento é de R$ 1 milhão por mês. A decisão aqui é médica, não é marketing”, disse.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *