Caiado rechaça proposta governista de recriação da CPMF

O líder do Democratas na Câmara dos Deputados, Ronaldo Caiado (GO), rechaçou hoje (16/10) a proposta do PT de recriação da CPMF, que ficou conhecida como imposto do cheque, para financiar ampliação do orçamento da saúde. A intenção de instituir a CSS (Contribuição Social para a Saúde) consta do relatório do deputado petista Rogério Carvalho (SE) ao projeto de lei de iniciativa popular que fixa em 10% da receita bruta da União o percentual para aplicação do setor. O parecer foi apresentado hoje em comissão especial que analisa o PL.

“A tese de criar imposto no Brasil para querer dizer que amanhã a incompetência gerencial do governo tem que criar novos impostos para financiar aquilo que é finalidade precípua do governo nós não vamos admitir. O governo deveria mostrar porque que ele, como defensor das estatais, quebra uma Petrobras, quebra uma Eletrobrás, privilegia cartéis e depois vem dizer que só não tem dinheiro para a saúde?”, protestou Ronaldo Caiado.

Caiado já anunciou que o partido votará contra o relatório que, além de sugerir novo imposto, altera o percentual de financiamento para receita líquida em vez de bruta e direciona 50% das emendas parlamentares para a saúde, retirando a responsabilidade da União. “Não ficou nada do projeto de iniciativa popular nesse relatório. Aí, é muito fácil achar solução para tudo. É só ir ao bolso do cidadão brasileiro e aumentar cada vez mais a tributação no Brasil. Então, eu acredito que da maneira como está o governo não interesse algum em aumentar o financiamento da saúde”, opinou o deputado.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *