Discurso de Dilma está desconectado da realidade, diz Caiado

14128684812_a4c66bceae_zO líder da Oposição no Congresso Nacional, deputado federal e senador eleito Ronaldo Caiado (Democratas-GO), reagiu ao primeiro pronunciamento oficial da presidente Dilma Rousseff nesta terça-feira (27/01) – quase um mês após tomar posse de seu segundo mandato. “Discurso desconectado da realidade. Tanto que ela demonstrou desconforto, nervosismo e gaguejou o tempo todo”, disse o senador.

Para Caiado, ao pedir que ministros “travem a batalha da comunicação”, a presidente quer adotar a prática adotada em sua campanha como modus operandi do atual governo, ou seja, vender uma versão dos fatos fantasiosa sobre o atual estado do país.

“Dilma venceu a eleição defenestrando seus opositores e agora recorre ao ‘estilo João Santana’ para que ministros vendam esse Brasil de ilusão que foi forjado durante a campanha. Não se vence uma crise econômica com palavras, presidente. Não é com a continuação da mentira que a inflação vai diminuir e o país vai voltar a crescer ”, criticou Caiado.

O senador eleito lamentou que a única diretriz presidencial apresentada para a população tenha sido a de utilizar a retórica para tentar minimizar as contradições nas ações de seu governo.

“Como é que depois de suspender R$ 10 bilhões em direitos trabalhistas se pode falar que eles são intocáveis? Como é que o Brasil quer ser uma pátria educadora retirando recursos do MEC e bolsas de ensino”, questionou.

Pacote de maldades “gradual”

Ronaldo Caiado também ressaltou a forma como o discurso de Dilma insinuou que o pacote de maldades para tentar conter o desajuste fiscal do governo deve ter ainda mais arrocho ao bolso do trabalhador.

“A presidente escolhe muito bem as palavras para tentar esconder o que vem por aí. Mas se depois de tanta maldade com o bolso da classe média, com os direitos do trabalhador, com o aumento nos tributos, com a suspensão de direitos estudantis, com a escalada dor juros e do IOF, ela ainda fala em reequilíbrio fiscal ‘gradual’, é porque muita maldade ainda vem por aí”, sugeriu.

5 thoughts on “Discurso de Dilma está desconectado da realidade, diz Caiado

  1. O que me causa estranheza é termos de arcar com despesas consideradas sigilosas. Pergunto: alguém aceitaria suas empregada entregando uma conta para ser paga sem revelar no que gastou? Certamente não. Repito: o governo por si só não é nada, ele depende dos geradores de riqueza para existir. É sustentado pela sociedade, pois é um mero prestador de serviços(ruins). Assim fica a questão a ser respondida. Por que aqueles que sustentam a nação(contribuinte) não são informados no que sua empregada(presidente) gastou? Se há sigilo é porque boa coisa não está sendo feita e o legislativo não cumprindo com sua obrigação de fiscalizar .http://folhacentrosul.com.br/post-blog/412/no-que-a-dilma-gastou-r-18-6-milhoes-de-reais-e-o-porque-do-sigilo http://www.revoltabrasil.com.br/corrupcao-2/5613-dilma-gastou-sob-sigilo-r-18-milhoes-com-cartao-corporativo-em-2014.html

  2. Senador. Não existe uma maneira de mostrar os vídeos da campanha da Dilma para ela? Obviamente junto a mídia? Não é mais suportável ver esta mulher mentindo desta maneira.

  3. Nobre Senador: “infelizmente, temos constatado, cada dia mais, que a presidente Dilma não é só incompetente, mas, pior do que isso, – age com insensatez, é desequilibrada e demonstra nuances de loucura sem dar fé das palavras que usa dizer.” Onde fomos amarrar o nosso cavalo, quando o Brasil elegeu Lula (que deveria estar preso) e consequentemente, herdamos essa inconsequente e carente verbal, Dilme Yhusef.

  4. Prezado Senador, fora as patacuadas desse governo o que mais me chamou a atenção das ultimas falas da “presidenta” foi a seguinte: “temos que punir as pessoas e preservar as empresas”. Ora, eu entendo o seguinte: tenho uma empresa e posso adotar a política da corrupção, para me safar basta nomear o “bobo da empresa”, esse será responsabilizado e logo estará em casa novamente, ah sim, promovido na empresa. Quanto à empresa, essa então segundo nossa “presidenta” fica isenta de tudo, pois só as pessoas devem ser punidas.
    Senador, isso pra mim é caso de polícia, é incitação à corrupção,é o fim do mundo. Estou revoltado.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *