Ronaldo Caiado diz em artigo para O Popular que crise na OAB-GO afeta credibilidade

OABproporcaoO jornal O Popular publicou nesta sexta-feira (20 de agosto) artigo do líder do Democratas no Senado, Ronaldo Caiado, em que trata da crise de credibilidade vivida pela Ordem dos Advogados do Brasil em Goiás (OAB-GO). Na avaliação do senador, tal crise é resultado da aproximação explícita da ordem com o governo estadual e a realização de empréstimos bancários, denunciados durante a eleição para presidente. “Como uma instituição que parece ter se tornado o tentáculo de um governo marcado por escândalos pode querer representar os interesses dos cidadãos?”, questionou. Leia o artigo na íntegra.

A situação da OAB

Momentos de crise são propícios para reflexões profundas. Neste sentido, a situação da Ordem dos Advogados do Brasil em Goiás (OAB-GO) é emblemática para todos. Trata-se de uma instituição que há muito extrapolou os limites do corporativismo para se tornar legítima representante da democracia e dos interesses da Nação.

Apesar desses importantes papéis, sua aproximação explícita com o governo estadual e a realização de empréstimos bancários, denunciados durante a eleição para presidente, nos mostram como a credibilidade de uma instituição pode se perder de uma hora para a outra. Um País democrático de verdade permite que a sociedade se organize em torno de objetivos comuns e tenha condições de fiscalizar as ações dos Executivos e Legislativos e, da mesma forma, ser partícipe na elaboração de leis. É fato que a força das instituições e das leis que governam a sociedade depende de que ambas reflitam o interesse do cidadão.

É por isso que retomo o tema da credibilidade. Como uma instituição que parece ter se tornado o tentáculo de um governo marcado por escândalos pode querer representar os interesses dos cidadãos? Não foram poucas as vezes que vimos a OAB ser extremamente crítica com a Assembleia ao condenar os salários dos deputados mas não teve o mesmo vigor para tratar os gastos excessivos do governo estadual, que sempre figurou como um dos que mais mantém inchada a máquina pública em todo o País.

Se a instituição não reflete e não representa os interesses da população como deveria, o resultado mais provável é que aos poucos ela se distancia de sua categoria e, pior ainda, da população como um todo. A necessidade crescente do governo de fincar raízes por todos os lados mostra apenas o quão frágil ele é – e uma instituição como a OAB não pode e nem deve dar aval a esta postura.

Como representante da oposição ao Planalto no Senado sei que a democracia precisa contrabalancear os conflitos de interesses para poder se concretizar. Mas é de se questionar a ausência destes conflitos quando a instituição opta por agradar um grupo de poder em vez de representar aqueles que deveriam.

Em minha atuação no Congresso, sempre me posicionei a favor das causas da OAB por compreender sua relevância. Fui firme quando parlamentares se insurgiram contra a OAB nacional no intuito de tirar dela a prerrogativa do exame de ordem. E sinto-me honrado por ter um histórico de compromisso com a Ordem.

Mas se quisermos um Brasil sólido e democrático, devemos garantir independência total às instituições que, de forma corporativa ou não, estão em defesa de seus cidadãos. A crise que acomete hoje a OAB é uma boa oportunidade de repensar valores e traçar um outro destino. A retomada ainda é possível.

Ronaldo Caiado é médico, produtor rural, senador, e líder do Democratas no Senado

One thought on “Ronaldo Caiado diz em artigo para O Popular que crise na OAB-GO afeta credibilidade

  1. como poderemos fazer para garantirmos a independência dos órgãos que nos defendem.?
    1- tem que mudar a indicação dos membros do STF… isto fica tácito a compra.
    2- a policia federal não pode ser indicação da presidente.
    3-

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *