Agrishow: Caiado é aplaudido e critica falta de empatia do governo com o setor produtivo

O líder do Democratas no Senado, Ronaldo Caiado, disse nesta segunda-feira (27 de abril) que falta ao governo federal empatia com o setor agropecuário brasileiro, fato que ficou evidenciado na abertura da 22ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação, a AgriShow, que ocorre em Ribeirão Preto (SP) até 1º de maio. No evento, integrantes do setor produtivo pediram esforço federal na simplificação do sistema tributário e a diminuição do custo Brasil, ao mesmo tempo em que manifestantes anti-corrupção defenderam o impeachment da presidente Dilma Rouseff (PT).

O senador participou do evento ao lado de autoridades como o vice-presidente Michel Temer (PMDB), o governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) e a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Kátia Abreu. Manifestantes vaiaram as autoridades do Planalto e mostraram faixas com dizeres como “Brasileiros contra a corrupção – fora petralhas” e “Polícia Federal investigue o BNDES”.

“O governo federal tem medo de encarar o setor produtivo. Nem bem o evento terminou e as autoridades do governo federal bateram em retirada, sem sequer se pronunciar. Isso só mostra como falta empatia e capacidade de se comunicar”, ressaltou Ronaldo Caiado. Ao ser anunciado em três momentos, o senador foi bastante aplaudido por manifestantes e participantes da feira.

Feira

Ronaldo Caiado, que já participou de eventos anteriores da AgriShow, afirmou que a feira é uma referência mundial e orgulho para o País. “No Brasil ela teve a inteligência de sair à frente e mostrar como é possível aumentar a produtividade com tecnologia. Luto há anos pelo setor e é gratificante ver a sua virada nesses últimos 30 anos”, disse.

A feira tem hoje 400 empresas representando 800 marcas, com previsão de 160 mil participantes de 70 países. A expectativa é de movimentar R$ 2,7 bilhões em negócios. O presidente da AgriShow, Fábio de Salles Meirelles, demonstrou otimismo em relação ao agronegócio mesmo diante do cenário da economia brasileira. “Apesar dos solavancos o agronegócio perseguirá sua trajetória de sucesso”, garantiu.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *