Ronaldo Caiado diz que fusão vai concretizar tese de “extirpar o DEM”

Reunião da Executiva - SLJ 184


O líder do Democratas no Senado Federal, Ronaldo Caiado (GO), lamentou a decisão da Executiva do Democratas em prosseguir com as negociações para uma fusão com o PTB. “É triste ver a tese de Lula prevalecer: o Democratas sendo extirpado pelo próprio partido”, lamentou o senador. Por um placar de 21 x 4, ficou decidido que a sigla vai continuar as negociações com o partido trabalhista.

Caiado disse que não terá como conviver com uma estrutura sem identidade doutrinária. “Só dou conta de ser firme se eu acreditar numa tese. Como 26 deputados oriundos do PTB vão votar com o governo e 21 do Democratas serão oposição? Não dá pra eu participar e conviver com essa fusão. Não vou deixar de lado princípios e doutrina partidária. Vou lutar dentro do Democratas contra a fusão”, disse.

O líder afirmou que as próximas etapas serão para convencer o partido a não optar pela fusão. “Vou fazer todo tipo de mobilização. Fazer uma consulta e uma pesquisa com os filiados. Decisão de cúpula não dá”, disse.

Ronaldo Caiado disse que a fusão é uma tese imediatista, que vai prejudicar a imagem dos políticos do Democratas. “Esse critério está errado. Não podemos pensar como 12 anos atrás. A população não aceitará a perda de nossa coerência. É só ver quem migrou para o PSD, o quanto os políticos de lá perderam credibilidade”, disse.

O senador lembrou que o Democratas sofreu todo o tipo de mutilação, sobreviveu e que “agora é o único partido que pode colher os frutos pelas suas posições”. Ronaldo Caiado disse que o fato de ter que ficar explicando essa fusão já demonstra o quanto ela começou errado. “Tudo que tem de ser explicado demais não está certo”, pontuou.

 

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *