Ministério da Saúde não gastou um centavo do programa de prevenção da dengue para 2015, denuncia Caiado

Para o senador, Chioro tenta criar uma cortina de fumaça para esconder a negligência do governo federal na prevenção à doença. Dos R$ 13,760 milhões programados para o programa de Coordenação Nacional da Vigilância, Prevenção e Controle da Dengue receber em 2015, até agora nada foi pago, conforme está divulgado no Sistema Integrado de Planejamento e Orçamento (Siop).

“O que evita que a dengue prolifere são políticas públicas de prevenção. Agora que o Ministério da Saúde não cumpriu com seu dever, vem o ministro querer corrigir a Organização Mundial da Saúde (OMS) negando a existência de uma epidemia de dengue no Brasil. A que ponto chegamos: temos um ministro da Saúde que trocou o método científico pelo método petista de checar fatos”, criticou Caiado.

O democrata se refere à definição adotada pela OMS quando o número de casos diagnosticados fica acima de 300 para cada 100 mil habitantes. O índice é uma referência internacional para definir registros de doenças em todo o mundo.

Goiás
O senador Ronaldo Caiado ressaltou que o estado de Goiás tem sido um dos líderes nas estatísticas de contaminação nos últimos dois anos. Em 2015, o estado é o segundo com mais casos registrados em número absoluto e em proporção.

“Somente em Goiás, esse número em 2015 está em 968,9 para cada 100 mil goianos. E agora vem o ministro Chioro dizer ao goiano que já sofre com o péssimo serviço de saúde do governo estadual, aliado às péssimas políticas públicas implementadas pelo Governo Dilma, que o estado está em níveis normais de contaminação pelo Aedes aegypti? Isso é mentira”, pontuou.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *