20884371228_756d8a6bb6_z

Temer precisa fazer algo além de jogo de cena, disse Caiado

Líder do Democratas comentou declarações do vice-presidente sobre a impossibilidade da permanência de Dilma Rousseff no cargo com a baixa popularidade

O líder do Democratas no Senado, Ronaldo Caiado (GO), afirmou nesta sexta-feira (4/9) que o vice-presidente, Michel Temer, disse o óbvio ao admitir que Dilma Rousseff não resiste no cargo caso sua popularidade permaneça nos 7%. Na visão do parlamentar, Temer e seu partido – o principal da base de sustentação do governo – não podem fazer apenas jogo de cena, como se não tivesse responsabilidade na administração do País.

“Michel Temer disse o óbvio. O que o PMDB vai fazer diante disso? Ocupar cargos no governo, usar a Presidência do Senado para alongar a crise? Não é possível ficar numa posição cômoda, uma hora dizer que é preciso alguém para reunificar e outra falar o que o Brasil já sabe. É igual ao médico não tratar e só dizer ao paciente com dor que se continuar assim ele vai morrer. É preciso fazer algo além de jogo de cena”, opinou Caiado.

Em uma palestra realizada nesta quinta-feira para empresários em São Paulo, Temer que a presidente não cumprirá o mandato com a popularidade em forte baixa. O vice-presidente ainda afirmou que não será possível realizar nada neste governo, caso o índice de aprovação não volte a subir.