22313654016_56be6e1810_z

Caiado articula apoio dos produtores rurais aos caminhoneiros

Líder do Democratas pede suporte do setor rural a manifestação oposicionista que é perseguida pelo governo e critica MP que penaliza diretamente os caminhoneiros

O líder do Democratas no Senado, Ronaldo Caiado (GO), pediu hoje (11/11) apoio dos produtores rurais de todo o país ao movimento dos caminhoneiros. O senador tratou do tema durante entrevista ao programa Mercado e Companhia do Canal Rural quando fez duras críticas a tentativa de intimidação do governo à manifestação dos motoristas com a edição da Medida Provisória 699/2015. Caiado enalteceu a característica solidária da classe e a importância de se dar suporte a um movimento que vai ao encontro do que maioria da população brasileira quer: o impeachment da presidente Dilma.

“Como um líder do setor rural peço apoio da classe ao movimento dos caminhoneiros duramente agredido pelo governo. A solidariedade é uma característica dos representantes do campo no Brasil e seria uma grande injustiça deixar desassistidos esses cidadãos que tiveram a coragem de ir às ruas e pedir o que é clamor da população: o impeachment da presidente Dilma. Produtores rurais, peço que coloquem seu maquinário nas ruas e se juntem aos caminhoneiros. É inaceitável o governo perseguir e tentar amedrontar essas manifestações legítimas de quem foi enganado por um governo mentiroso, corrupto e incompetente”, disse Caiado.

Caiado considerou autoritária e absurda a MP que estipula multas de até R$ 20 mil para quem participar e organizar manifestações como a dos caminhoneiros. “Vejam o desespero do governo. Penaliza o caminhoneiro, age de forma truculenta e ditatorial contra um movimento autônomo de quem foi enganado e luta pela sua sobrevivência. Essa MP surgiu para punir diretamente esse movimento ao mandar prender caminhões, impedir por 10 anos financiamentos de veículos e cassar a carteira de motorista dos caminhoneiros”, comentou.

“O governo não vai conseguir intimidar cidadãos que têm o direito constitucional de se manifestar. Esse grande movimento feito por caminhoneiros e jovens aqui em Brasília acampados em frente ao Congresso é um gesto patriótico que tenho a certeza será em breve reconhecido”, pontuou.

Saiba mais
A MP 699/2015 altera o Código de Trânsito Brasileiro ao determinar multas que ultrapassam R$ 5 mil para o uso de veículos com finalidade de bloquear estradas. A multa pode chegar a R$ 20 mil aos organizadores desse tipo movimento, caso dos caminhoneiros. A norma ainda estabelece suspensão da carteira de motorista por 12 meses e de financiamentos para compra de veículos por até 10 anos.