CelgFotoLeandroVieira

Caiado diz que Marconi montou armadilhas para vender Celg

O senador Ronaldo Caiado (Democratas) disse nesta quinta-feira (12/11) que o governador Marconi Perillo (PSDB) montou verdadeiras armadilhas para garantir que a Celg deixe de ser um patrimônio dos goianos.

O democrata esteve em mais uma mobilização de funcionários e simpatizantes do movimento a favor da Celg e contestou as ações do governador, que começaram com a espoliação do patrimônio público, passaram pelo processo de federalização da empresa e culminaram na recente tentativa de vendê-la.

“Marconi disse que iria federalizar a Celg porque assim ela continuaria sendo estatal. Mas já era um caminho em sua estratégia de vender a Celg. Diziam que a Eletrobras investiria na Celg. Mas ela não apenas não investiu como vai levar 51% do dinheiro que o leilão poderá arrecadar. E Goiás, além de não ver esse dinheiro, vai ficar com as dívidas. Enganaram os goianos e querem nos fazer crer que foi um bom negócio”, discursou.

O senador lembrou ainda que recentemente a Reuters divulgou matéria em que diz que a Celg é uma das empresas mais bem avaliadas para os próximos leilões. “Estamos entregando o que sempre foi orgulho do Estado”, resumiu.

A mobilização teve a presença do senador Lindbergh Farias (PT-RJ), que afirmou não entender o tipo de aliança que a presidente Dilma Rousseff fez com Marconi Perillo para permitir essa entrega do patrimônio. “Vou questionar isso no Senado, podem ter certeza”, garantiu.