20151125153201

Para Caiado, comportamento que levou Delcídio à prisão tinha “finalidade maior”

O líder do Democratas no Senado Federal, Ronaldo Caiado (GO), comemorou a manutenção em plenário da prisão do líder do Governo na Casa, Delcídio Amaral (PT-MS), detido após autorização do Supremo Tribunal Federal (STF).

Em coletiva após decisão desta quarta-feira (25/11), o senador apontou que a tentativa do principal representante do Governo Dilma no Congresso em obstruir as investigações tinha uma “finalidade maior”.

“Eu não acho que esta reunião do senador Delcídio tenha sido única e exclusivamente para tratar de assunto pessoal dele. Outros já foram citados e ninguém foi buscar uma solução como essa. Isso tudo tem uma finalidade maior”, afirmou.

De acordo com Caiado, tanto Polícia Federal quanto a Justiça já devem ter informações que consolidam essa linha de raciocínio. “Sendo bem direto: essa tentativa foi para tratar de um assunto específico de uma pessoa que tratou diretamente da compra da Refinaria de Pasadena. Será, sem dúvida alguma, uma delação premiada esperado por todos”, comentou.

Votação
Caiado também comentou a rapidez e a transparência adotadas pelo Senado Federal na votação de forma aberta e no mesmo dia em que a prisão foi validada. Antes, um intenso debate foi travado sobre o modelo de votação (aberto ou fechado).

“O Senado respeitou a decisão do STF, a autonomia e a função de nossas instituições e agiu de forma democrática e transparente. Não poderia ser diferente”, argumentou o senador.