AihMDqsIW0V8Rb0J6pw-h09JfgOA8wR7v29nuNhbHMqW

Caiado: Abertura do processo impeachment sinaliza volta de segurança jurídica no país

O líder do Democratas no Senado Federal, Ronaldo Caiado (GO), comentou a determinação da abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff pela Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira (02/12).

Na opinião do senador, o processo reforça o papel institucional do Congresso e, em especial, da Câmara dos Deputados na investigação dos crimes cometidos pela presidente no exercício de seu mandato. Ele acredita que a instalação deve trazer — passado um primeiro momento — um cenário alentador para a economia e para a opinião pública pela certeza de que as instituições da democracia brasileira estão em pleno funcionamento.

“Uma vez autorizado a comissão e o encaminhamento da votação ao plenário da Câmara teremos um momento extremamente alentador. Estamos devolvendo à Câmara a prerrogativa de investigar a presidente. As pessoas vão acreditar na segurança jurídica, na perspectiva de um plano de governo, na escolha de ministros capacitados e em uma unidade política capaz de reerguer país dessa crise”, afirmou.

Ele reafirma que, diante do prognóstico de crise estendida para os anos seguintes, o quadro de falta de credibilidade pelas mentiras de campanha e pelas pedaladas fiscais tornou o clima no governo federal insustentável.

“É uma questão de equilíbrio. Quem é que quer ver o Brasil com esse prognóstico que está aí? Um processo em que o país caminha para o abismo, sem projeto de governo, sem presidente com credibilidade e sem base no Congresso Nacional. Perdemos o ano de 2015, vamos perder o ano de 2016, 2017?”, questionou.