20151125111833

“Processo segue sem espaço para chicanas”, afirma Caiado após decisão do STF

O líder do Democratas no Senado Federal comentou a recente decisão do STF que derrubou a chapa alternativa para a comissão que vai julgar o impeachment e que determinou como função do Senado aceitar ou não o afastamento da presidente Dilma Rousseff.

“Vamos seguir as regras determinadas e que não dão mais espaço para essas chicanas. A partir de agora vamos cumprir as 15 sessões na Câmara dos Deputados e aí, que venha para o plenário do Senado para instalarmos aqui a admissibilidade como eles querem. Não vamos ter dificuldade nenhuma porque se trata de um sentimento nacional”, afirmou o democrata.

Para o senador, independente do rito adotado, caberá à população brasileira determinar qual o rumo que o Congresso deve tomar. Ele acredita que uma pressão popular que evidencie um desejo massivo pelo impeachment vai ser capaz de reverter qualquer posição pró-governo.

“No momento em que este parlamento ver a pressão social, com milhares de pessoas aqui em frente ao Congresso, com um trabalho de mobilização nas bases de cada deputado e cada senador, fora o que será feito nas redes sociais, nenhum político vai negar o óbvio: o Brasil não quer mais uma presidente que comandou uma quadrilha, fraudou as contas públicas e levou o país a maior crise em sua história”, definiu.