plenário

PT não tem credencial para defender a Petrobras, diz Caiado ao apoiar projeto do pré-sal aprovado hoje

O líder do Democratas, Ronaldo Caiado (GO), apoiou o projeto (PLS 131/2015) que redefiniu a participação da Petrobras na exploração do pré-sal aprovado na noite desta quarta-feira (24/2). Caiado criticou duramente o argumento de parlamentes petistas que se posicionaram contrários a proposição em suposta defesa da petroleira brasileira. O senador expôs a situação de sucateamento da empresa que acumula dívidas de R$ 500 bilhões ocorrida na gestão lulopetista.

“Vejam a incoerência do PT. Inviabilizaram a empresa, destruíram o patrimônio da Petrobras e agora dizem que a estatal tem condições de arcar com 100% dos leilões? É o mesmo que dizer para uma vítima de atropelamento, anêmica está pronta para doar sangue. O PT não tem credencial para defender a Petrobras”, disse Caiado após mais de seis horas de debates no plenário sobre o projeto.

O projeto tira a obrigatoriedade da participação de 30% da Petrobras nos leilões do pré-sal. “É importante que todos os cidadãos brasileiros saibam. O projeto não determina a venda da Petrobras nem como e quando serão realizados os leilões, que são de competência do legislativo. Não vamos cair na falácia que o PT prega. Eles dizem que a Petrobras é nossa. A estatal era nossa até o governo do PT quando passou a ser a Petrobras do PT”, argumentou Caiado.

“O PT votou contra o Plano Real, contra a Lei de Responsabilidade Fiscal e queria quebrar de vez a Petrobras ao votar contra esse projeto”, finalizou.