Amzv-L3ORiis6Ud3RfAATkoajbT4CDoBBAcZs8f39Ab2

Aprovados requerimento de Caiado para audiência pública com presidente da OIE sobre o mormo e requisição de testes realizados para detectar a doença

A Comissão de Agricultura aprovou nesta quinta-feira, 10 de março, requerimentos relativos ao controle do mormo, doença que acomete cavalos. Um deles refere-se à realização de audiência pública com a presidente da Organização Internacional de Saúde Animal, Monique Eloit, para tratar dos parâmetros internacional de prevenção e enfrentamento da enfermidade. O outro requisita a ministra da Agricultura, Kátia Abreu, dados dos testes sorológicos realizados em cavalos suspeitos da doença nos últimos 10 anos. O documento solicita os exames feitos pelos Laboratórios Nacionais da Agricultura (Lanagros), vinculados do ministério, e nos de referência internacional junto à OIE. Caiado pede a inclusão dos testes realizados nos 586 animais do Complexo Militar de Deodoro no Rio Janeiro, em 2015.
“Queremos que a mesma rapidez e eficiência verificadas no tratamento do Complexo de Deodoro ocorra no restante do país. Temos informações de propriedades interditadas há mais de dois anos, de criadores que perderam seu negócio e tiveram que sacrificar animais sem ter a confirmação do mormo. O Brasil precisa adotar urgente os parâmetros internacionais recomendados pela OIE que enfrentar a doença que tem causado tanto prejuízo aos criadores”, apontou Caiado.