25121348512_722fe657a7_z

Audiência proposta por Caiado para discutir Hemobrás com ministro da Saúde é aprovada

A atual situação da Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia (Hemobrás) deve ser tema de duas audiências públicas aprovadas na Comissão de Fiscalização e Controle do Senado (CMA), nesta terça-feira (29/03).

O requerimento proposta pelo líder do Democratas no Senado Federal, Ronaldo Caiado (GO), solicita a presença do ministro da Saúde, Marcelo Castro, além do presidente da Hemobrás, Marcos Arraes, e representantes do Ministério Público Federal, Tribunal de Contas da União (TCU) e da Associação Brasileira de Hematologia, Hemoterapia e Terapia Celular.

“A empresa foi alvo da ‘Operação Pulso’, em dezembro de 2015, onde foi apontado um esquema de direcionamento de licitações e desvio de recursos públicos. Estamos falando de um órgão de de importância estratégica para o SUS e para milhares de brasileiros que necessitam de medicamento hemoderivados. É preciso uma resposta enérgica do ministério para essas irregularidades”, defendeu Caiado.

Desde 2009, auditorias realizadas pelo TCU apresentam diversas irregularidades em editais e em contratos de obras da Hemobrás, a exemplo da construção de uma fábrica própria no município de Goiana (PE), previsto desde a criação da empresa, em 2004.

“Essa fábrica permitirá a diminuição da dependência externa do país no que concerne medicamentos derivados do sangue. No entanto, tem sido constantemente atrasada por desvios e irregularidades. É um absurdo que se esteja operando corrupção em um setor tão vital para a saúde de pessoas”, criticou Caiado.

A audiência proposta de início foi desmembrada em dois eventos que devem acontecer ainda em abril deste ano. A intenção é dar mais tempo para que os convidados exponham seus argumentos.