PGR

Caiado vai representar contra Dilma na PGR por uso de recursos públicos para fins partidários em visita a Lula no último sábado (5/3)

 

O líder do Democratas no Senado, Ronaldo Caiado (GO), vai protocolar nesta segunda-feira (7/3) representação na Procuradoria-Geral da República contra a presidente Dilma Rousseff e o ministro-chefe da Casa Civil, Jacques Wagner, por improbidade administrativa. No documento, o senador pede a instauração de uma investigação da viagem de ontem (5/3) de Dilma Rousseff para visitar o ex-presidente Lula utilizando recursos públicos (deslocamento, traslado, segurança, diárias etc) para fins político-partidários.

“Isso é uma loucura total. Se a presidente Dilma quisesse se solidarizar com o amigo e correligionário político, ela deveria ter passado a presidência para o vice Michel Temer e custeado, do próprio bolso, as despesas para ir com sua equipe dar apoio ao ex-presidente, contra uma decisão de um poder constituído. Ela não pode misturar os canais. Vamos representar à Procuradoria-Geral da República para que esse dano ao povo brasileiro seja reparado”.

Dilma Rousseff esteve neste sábado (5/3) em São Bernardo do Campo (SP) quando visitou o ex-presidente Lula em seu apartamento para se solidarizar após Lula ter sido levado para depor pela Polícia Federal em nova fase da Operação Lava-Jato. Lula está sendo investigado por desvios de recursos da Petrobras.