WhatsApp-Image-20160531

Caiado recorre a CCJ para garantir sabatina de indicado ao BC esta semana

O líder do Democratas no Senado Federal, Ronaldo Caiado (GO), vai recorrer da decisão da Comissão de Assuntos Econômicos de protelar a sabatina de Ilan Goldfajn para o Banco Central. Após a sessão desta terça-feira (31/05) que marcou a leitura da publicação do nome do indicado, a presidente do colegiado Gleisi Hoffman (PT-PR) anunciou que pretende impor um prazo de mais cinco dias úteis para marcar a reunião.
No entanto, de acordo com o Artigo 383 do Regimento Interno do Senado, conforme argumenta Caiado, o prazo teria começado a contar desde a última sexta (27/05), quando a publicação foi aceita em plenário — fato que foi ignorado pela presidente da comissão. O democrata deve recorrer à Comissão de Constituição e Justiça para garantir a sabatina ainda nesta quinta.
“A oposição do PT já mostrou como vai se comportar: agindo contra qualquer intenção de recuperar a economia do Brasil que eles arrasaram. Estão jogando contra o país e para tal são capazes de atropelar o próprio regimento do Senado apenas para adiar uma indicação. Vamos recorrer desse comportamento irresponsável e antirregimental”, afirmou Caiado.
Bom senso
Durante a reunião, Ronaldo Caiado lembrou da indicação de Henrique Meireles no BC por Lula validada ainda no final do Governo FHC, em 2002, quando o governo abriu mão do prazo regimental por entender ser o melhor para o país. “Tivemos a humildade de ceder esse prazo por entender que ele seria capaz de dar credibilidade ao país naquele momento de turbulência. Como não podemos apelar para o bom senso do PT, vamos defender o cumprimento do regimento”, lembrou.