fieg-FotoLeandroVieira

Em reunião com o Fórum Empresarial, Caiado diz que Temer precisa tomar medidas firmes

O senador Ronaldo Caiado (Democratas) afirmou nesta segunda-feira (23/05) em encontro com representantes do Fórum Empresarial de Goiás que a situação delicada da política nacional exige decisões firmes por parte do presidente em exercício Michel Temer (PMDB), sob o risco de haver perdas nas reivindicações das ruas. O encontro, que reuniu também o senador Wilder Morais (PP), foi em agradecimento à bancada goiana no Senado pela votação unânime em favor do impeachment de Dilma Rousseff.

“Tive oportunidade de conversar hoje com representantes do Fórum Empresarial de Goiás sobre os novos rumos do Brasil. O momento é delicado e todos sabem do nosso compromisso em dar governabilidade a Michel Temer. Acredito que os problemas de ordem individual não podem comprometer o governo e que a liturgia da Presidência exige atitudes duras quando necessárias”, esclareceu.

Na avaliação do senador, é preciso ter o discernimento para saber quando aplicar remédios amargos. “Ou o governo age com firmeza ou veremos retração a sociedade se voltar contra esse governo também. Gestos nesse momento são importantes. Defendi junto ao Fórum que é preciso preservar a Lava Jato, enfrentar a corrupção e garantir a governabilidade”, disse.

Ao senador os empresários relataram a preocupação com a discussão de temas como a reforma tributária. Ronaldo Caiado, por sua vez, disse que neste atual o foco do governo tem sido arrumar a economia.

Agradecimentos

O presidente da Fieg, Pedro Alves, formalizou no almoço o agradecimento ao senador pela luta no Congresso para afastar Dilma. “Caiado é um ferrenho defensor do setor produtivo, uma pessoa que marca posição. O Congresso precisa de mais pessoas como o senhor, que defendam a seriedade, o trabalho e a dignidade”, disse.

Pedro Alves também entregou ao senador uma lista com medidas que o setor produtivo considera necessárias para alavancar o crescimento do Brasil. Os empresários também falaram sobre a importância de manter o diálogo aberto com o Congresso para apresentação de propostas.