Solidariedade-FotoLeandroVieira2

Momento é de unir forças para recuperar o Brasil, diz Caiado em evento do Solidariedade

O líder do Democratas no Senado, Ronaldo Caiado, afirmou durante o 2º Encontro Estadual do Solidariedade, ocorrido neste sábado (21/05) em Goiânia, que o momento é de unir forças para recuperar o Brasil. Ao mencionar a participação do Solidariedade no processo de afastamento da presidente Dilma Rousseff, o parlamentar lembrou do sentimento que une o Democratas a diferentes siglas, a exemplo também do PMDB.

“O Brasil viveu 13 anos de aparelhamento de Estado, de abuso da máquina pública, de destruição da Eletrobras, da Petrobras e dos Fundos de Pensão. Agora vivemos um novo momento e, diante desse quadro, temos de dizer que é preciso recuperar o Brasil. Os brasileiros precisam abraçar essa causa”, discursou.

No encontro, o senador falou da gravidade do quadro econômico. “O Brasil enfrenta prejuízos de quase 4% do PIC, podendo chegar a 8 pontos negativos em dois anos. Nenhum lugar do mundo está numa situação tão grave. Podemos chegar a 14 milhões de desempregados. Estávamos em um estado profundo de desânimo e o afastamento da presidente Dilma já mudou isso”, afirmou.

Na avaliação do democrata, esse espírito de mudança é o que faz com que o Solidariedade, o PMDB e o Democratas sejam uma frente forte também em Goiás. E por isso ele elogiou a ascensão de novos nomes, como o do deputado federal Lucas Vergílio.

“O Solidaridade é hoje um partido de musculatura que tem condições de disputar quaisquer cargos nas eleições. E Lucas Vergílio é um rapaz determinado, trabalhador, que tem destacado a voz da juventude na Câmara”, elogiou.