WhatsApp-Image-20160601 (2)

Caiado critica presença de José Rainha no Palácio do Planalto

O líder do Democratas no Senado Federal, Ronaldo Caiado (GO), criticou a presença de José Rainha no Palácio do Planalto para encontro com o presidente Michel Temer. Em discurso na tribuna do plenário, nesta quarta-feira (01/06), o democrata lembrou da ficha criminal do ex-líder do MST condenado a 32 anos de prisão e pediu respeito à liturgia da instituição Presidência da República.
“Enquanto todo o Brasil espera uma postura firme de combate à corrupção e de respeito às prerrogativas constitucionais, muito me surpreende que um bandido como José Rainha seja recebido pelo presidente da República. E ainda sai na imprensa colocando exigências sobre assentamentos e Incra”, protestou Caiado.
O senado listou da tribuna os crimes aos quais o militante é condenado ou julgado pela Justiça, incluindo estelionato, formação de quadrilha, tentativa de homicídio, extorsão e porte ilegal de armas. Para Caiado, a recepção dada por Temer “constrange a todos”, principalmente após a notícia de que o TCU detectou 579 mil fantasmas no Incra que seriam responsáveis por desvios que chegam a R$ 2,5 bilhões.
“Estamos num momento em que o presidente precisa ter muita cautela. Não pode passar uma imagem de que bandidos como Zé Rainha vão dar as diretrizes desse governo. Vou aguardar o posicionamento de Temer para me pronunciar novamente sobre o assunto, sabedor de que este fato constrange a todos. Da mesma maneira que cobrei a Dilma pela liturgia do cargo de presidente ao receber movimentos que pregavam a violência para combater o impeachment, também cobro a Temer que preserve a liturgia do seu cargo”, defendeu.