A Comissão Assuntos Sociais aprovou relatório do senador Ronaldo Caiado líder do democratas de Goiás, ao projeto que torna obrigatória a disponibilidade de desfibriladores cardíacos em espaços públicos que tenham fluxo de mais de duas mil pessoas por dia e veículos de transporte público e ambulâncias de resgate.