O senador Ronaldo Caiado, líder do Democratas de Goiás, disse que foi a partir das ruas que o processo do impeachment se deslanchou. Ele, criticou o esforço dos senadores partidários da presidente Dilma Rousseff em tentar prolongar o calendário de procedimentos, alegando cerceamento do direito de defesa. Caiado lembrou que, das 44 testemunhas ouvidas, 38 foram indicadas pela defesa.