sindicato2

Caiado fala da importância da PEC 241 a Sindicato dos Trabalhadores no Comércio

O líder do Democratas no Senado, Ronaldo Caiado, se reuniu nesta quinta-feira (27/10) com representantes do Sindicato do Empregados do Comércio no Estado de Goiás (Seceg) e reafirmou o seu compromisso de lutar no Congresso a favor da classe trabalhadora, segundo ele a mais penalizada com a política perdulária do PT que levou o País a um déficit orçamentário de R$ 170 bilhões. O democrata foi recebido pelo presidente do sindicato, Eduardo Amorim, que demonstrou admiração pela sua postura política no Senado.
“Tive a oportunidade de falar na Seceg sobre o trabalho que temos feito no Congresso para sinalizar uma saída para o Brasil. Fiquei feliz em ouvir que muitos ali mudaram uma impressão errada que tinham a meu respeito. Sempre respeitei a classe trabalhadora. Exatamente por isso tenho reforçado que o momento é de voltarmos os olhos aos 12 milhões de desempregados do País”, disse.
Para o senador, o passo mais importante para começar a recuperar o Brasil foi a aprovação na Câmara dos Deputados da PEC 241. “Não escondi minha posição favorável à PEC dos gastos públicos pois, para trazer os empregos de volta, o Brasil precisa voltar a crescer. É como em um hospital: o médico não pode atender o paciente com unha encravada em detrimento de um que esteja com fratura exposta”, comparou.
O presidente do Seceg discursou lembrando do respeito que nutre por Ronaldo Caiado, mesmo quando ambos assumiram posições divergentes. “Tínhamos uma visão de que o senador não defendia a classe trabalhadora, mas sempre o respeitamos porque ele é homem de assumir lado. Mas hoje minha visão mudou totalmente. O senador tem se mostrado um homem que cumpre os compromissos que faz e que defende os trabalhadores”, elogiou.
Presente no evento, o vereador reeleito por Aparecida de Goiânia, Nascimento (Democratas), também destacou esta qualidade do senador. “Ronaldo Caiado é um autêntico defensor da classe trabalhadora”, frisou.
Ao final o parlamentar agradeceu a oportunidade de falar com os sindicalistas e com diretores da Força Sindical e lembrou que sempre estará aberto ao diálogo para discutir os projetos que tramitam no Senado e também aqueles que forem relevantes para Goiás.