diplomacao

Administração de Iris será um marco histórico para Goiânia, diz Caiado

A cerimônia de diplomação como prefeito de Iris Rezende (PMDB) e vereadores de Goiânia nesta sexta-feira (16/12) teve a presença do senador Ronaldo Caiado, que reafirmou o apoio do Democratas à futura administração peemedebista. Um dos principais defensores da candidatura do aliado este ano, Ronaldo Caiado chegou ao lado dele no evento realizado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-GO).

“Goiânia está a poucos passos de recuperar sua grandeza. Hoje acompanhei a diplomação de Iris Rezende como prefeito e senti o seu entusiasmo e disposição de trabalhar por nossa capital. Iris fará indiscutivelmente uma gestão que será um marco. Com sua competência, credibilidade e apoio nacional, vai mudar Goiânia rapidamente. Estarei no Congresso lutando para que ele tenha condições de negociar dívidas e buscar investimentos”, assegurou.

O Democratas contará com um representante nesta 18ª Legislatura da Casa, o médico Paulo Daher, eleito com 2511 votos e diplomado hoje. Também foram diplomados como suplentes Sílvio Fernandes e Filippe Melo.

“Desejo a Iris Rezende sucesso nessa nova gestão e que saiba que pode contar com o Democratas, tão bem será representado na Câmara pelo médico Paulo Daher, em seus projetos. Parabenizo ainda pela diplomação os suplentes do meu partido, Sílvio Fernandes e Filippe Melo. Juntos farão um belo trabalho por nossa cidade”, assegurou.

PMDB

Em entrevista ao final da cerimônia, o senador reafirmou que trabalha para que a aliança do Democratas com o PMDB continue a render bons frutos. “Ela deu certo e vai continuar. É prerrogativa de cada partido ter seu candidato. Mas as coisas vão se afunilando. Respeito o PMDB, que é um partido grande. Tenho certeza que o bom senso vai imperar em 2018 e vamos nos unir para derrotar esse governo que tanto mal fez ao nosso Estado”, disse.

Para o parlamentar, o que deve ser avaliada na ocasião oportuna é a mudança que Goiás precisa para se recuperar. “O jogo não é pessoal nem partidário. Nessa hora o que fala mais alto são os interesses de Goiás”, afirmou.