Ronaldo Caiado - Divulgação 14-08

No Muquém, Caiado se compromete a destinar R$ 300 mil em emenda e buscar certidões para que Santuário receba mais recursos

Preservando uma tradição de família que atravessa gerações, o senador Ronaldo Caiado (Democratas) iniciou um giro pelo estado de Goiás participando, nesta segunda e terça-feira (14 e 15/08), de mais um ano da famosa Romaria do Muquém, realizada no distrito de Niquelândia há 269 anos.

Para o parlamentar – que faz questão de destinar emendas para a melhoria da infraestrutura local -, a festa é uma oportunidade de fazer os agradecimentos à Nossa Senhora d´Abadia e pedir que interceda neste momento de grandes desafios da vida nacional. Ele também esteve reunido com os responsáveis pelo santuário na expectativa de criar uma instituição específica para receber recursos de forma direta.

“A Romaria do Muquém é uma das maiores romarias do nosso estado, uma tradição secular que hoje completa 269 anos. Como devoto, venho agradecer e pedir orientação na vida familiar e política. Mas como senador estou conversando para ajudar o evento. Me comprometi, já que a prefeitura de Niquelândia está sem as certidões necessárias, a repassar uma emenda minha individual no valor de R$ 300 mil ao Ministério do Turismo para que seja repassada para o evento diretamente”, anunciou Caiado, que também vai buscar junto ao governo federal coletar as certidões necessárias para criar uma instituição específica do Santuário do Muquém para facilitar o repasse de emendas diretamente, sem que passe pela prefeitura.

O anúncio foi feito após reunião com padres e com o pároco e reitor Aldemir Franzin, responsável pelo Santuário Diocesano Nossa Senhora D’abadia de Muquém. “Caiado, como devoto de Nossa Senhora de Abadia, veio pedir as bênçãos para seu trabalho na missão dele como senador. Também conversamos sobre a realidade do Brasil e sobre a possibilidade de buscar recursos para investir na infraestrutura do santuário”, explicou o reitor.

Também estiveram presentes nesta segunda os ex-prefeitos Tião Eloi (Campinorte) e Dorcas Vidigal (Rialma) e o ex-candidato a prefeito de Uruaçu, Machadinho, além do presidente da Faeg, José Mário Schreiner e de comitivas de Amaralina, Campinorte, Uruaçu, Porangatu, Rialma, Padre Bernardo, Barro Alto, Goianésia, Jaraguá e Niquelândia.