Ronaldo Caiado -  Iporá 25-01-17 CRÉDITO Leandro Vieira3

Goiás merece um governo voltado para o interior, diz Caiado em Iporá

Recepcionado por comitivas de 27 cidades do estado, o senador Ronaldo Caiado, presidente do Democratas em Goiás, esteve nesta quinta-feira (25/01) em Iporá, no Oeste do Estado, para participar do 11º Encontro Nacional de Muladeiros. Na festa, Caiado defendeu uma gestão estadual que seja mais voltada para as necessidades do interior. Ele esteve acompanhado de lideranças da região e do estado, do seu suplente de senador, Luiz Carlos do Carmo (MDB) e do presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), José Mario Schreiner. O senador também se encontrou com o deputado federal Daniel Vilela (MDB) e com deputados estaduais.

“Tenho que agradecer a presença de todas estas lideranças do interior que vieram aqui hoje. Isso aumenta nossa responsabilidade. Vamos com muita humildade, fé e dedicação lutar para poder contribuir com uma melhor qualidade de vida do cidadão goiano, além de resgatar a sua esperança e autoestima. Goiás merece um governo voltado para o interior, que dê condições de vida digna a seus moradores”, defendeu o senador.

Ao falar do caso específico do Oeste goiano, Ronaldo Caiado lembrou que é uma região rica em terras e capacidade produtiva, que precisa de maiores oportunidades para crescer. “O Estado não tem dado oportunidade para que os goianos tenham uma infraestrutura mínima para desenvolver suas atividades”, relatou.

Esta é a principal reclamação da produtora rural Elaine Evaristo Silva, de 31 anos, que mora em Montes Claros de Goiás e há anos anseia por uma estrada que ligue o seu município a Diorama. “Tudo o que fazem é prometer asfaltar. Mas só vêm aqui, fazem a terraplanagem e vão embora”, contou revoltada.

Segundo Ronaldo Caiado, o Estado deve ser o principal promotor das condições para que empresas invistam e gerem empregos. “É preciso dar condições de desenvolvimento, pois algo que o goiano sabe fazer é produzir”, lembrou.

Para ele, as mudanças que Goiás precisa devem ser discutidas com a população. Por isso ele faz questão de estar nestes encontros, onde tem oportunidade de falar com os cidadãos. “Temos humildade de ouvir as pessoas daqui, que têm experiência e sabem o que desejam para que se possa desenvolver a economia na região”, avaliou.

Oposição

Ronaldo Caiado chegou no fim da manhã em Iporá acompanhado do presidente da Faeg, José Mário Schreiner, e conversou com as diversas lideranças que o aguardavam. O ex-prefeito de Caiapônia, Argemiro Rodrigues (PMDB), foi um deles. Ao comentar o desenho atual do quadro político em Goiás, Argemiro defendeu uma oposição unida logo no primeiro turno.

“A oposição tem de se unir, escolher o melhor nome para disputar. Só assim teremos condições de vencer. Isso tudo precisa ser definido cedo, com base em pesquisas”, defendeu.

Entre outros líderes presentes também estiveram o prefeito de Bom Jardim de Goiás, Odair do Odélio (Democratas), o vice-prefeito de Montes Claros, Pezão (Democratas), o vice-presidente do PDT, Paulinho Graus, o vice-prefeito de Rio Verde, Chico da KGL (Democratas), e o prefeito de Ivolândia, Fábio Seabra (PPS).

Para Seabra, Ronaldo Caiado é um nome de peso no cenário estadual. O prefeito comemorou a visita do senador e fez questão de testemunhar que ele participa da festa há muitos anos. “Desde o primeiro evento ele participa com a gente. É quase que o anfitrião da festa. Ele não aparece aqui só em ano de eleições”, disse.

Antes do desfiledos muladeiros pelas ruas de Iporá, o senador visitou as comitivas de diversas cidades de Goiás e do Brasil. No caminho encontrou-se com o deputado federal Daniel Vilela (MDB), acompanhado do prefeito de Aparecida Gustavo Mendanha (MDB), com quem trocou um abraço, conversou e tirou fotos.

No meio da tarde, Ronaldo Caiado desfilou pelas ruas junto aos demais participantes. O encontro de muladeiros é promovido pela Associação de Muladeiros do Oeste Goiano (Amog) e reúne criadores de muares (burros, jumentos e mulas) de todo o Brasil. Nesta edição, a expectativa era reunir mais de 2,5 mil animais.