WhatsApp Image 2018-02-20 at 23.39.00

Caiado defende intervenção no Rio e alerta para situação de Goiás

O líder do Democratas, Ronaldo Caiado (GO), defendeu a intervenção militar na segurança pública do Rio de Janeiro durante a votação no Senado, nesta terça-feira (21/02), e chamou a atenção para o problema em Goiás.

De acordo com Caiado, a crise penitenciária no início do ano evidenciou a disputa entre facções pelo controle do crime em Goiás e a perda de controle do Estado dentro das prisões goianas.

“No meu estado de Goiás temos o PCC disputando com o Comando Vermelho pra saber quem vai ter o controle do estado. A situação do Entorno de Brasília caminha igual. Uma das regiões mais violentas do país e onde venho pedindo também a presença das Forças Armadas. Se hoje ainda há esperança de segurança no Brasil, é porque temos as Forças Armadas para atuar em defesa do cidadão”, protestou.

O senador lembrou que tem mantido uma postura de oposição ao Governo Temer, mas que fez questão de manifestar seu apoio à ação do governo federal por conta da situação de perda total de comando do Estado em grandes regiões do Rio.

INFLUÊNCIA
Ronaldo Caiado também chamou a atenção para a postura adotada pelos últimos governos, que teria ido além da negligência e passou a ser conivente com o poder do narcotráfico.

“O processo hoje é de deterioração. Um processo populista, demagógico, de governantes que não tiveram a postura de estadistas para governar o país. Caminharam pelo populismo do modelo bolivariano. Foram aliados e deixaram que o narcotráfico decidisse campanhas eleitorais em nosso país. O narcotráfico hoje é fonte de financiamento de campanhas eleitorais, sim”, definiu.