Ronaldo Caiado 21-02 Crédito Sidney Lins Jr

“Criação de universidades federais em Catalão e Jataí é vitória de Goiás”, comemora Caiado

O senador Ronaldo Caiado, um dos relatores dos projetos de criação das universidade federais, de Jataí (PLC 7/18) e Catalão (PLC 5/18) destacou a importância das propostas aprovadas no plenário do Senado, nesta quarta-feira (21/02). Os textos seguem agora para a sanção presidencial.

Em acordo com a Presidência da Casa, os projetos que haviam sido aprovados na Comissão de Educação no dia anterior conseguiram entrar em regime de urgência após atuação do senador goiano e foram aprovados sem maiores entraves.

Em plenário, Caiado fez uma exposição defendendo a instalação das duas novas instituições ao enaltecer as vocações regionais e a necessidade de capacitação da mão de obra local para o desenvolvimento do estado.

“Hoje essas duas regiões de Goiás estão de parabéns por essa expansão na educação e na qualificação no ensino de seus jovens. Cabe ressaltar a amplitude do projeto que já conta com um elaborado quadro técnico da Universidade Federal de Goiás. Agora vamos ter a preocupação para que haja dotação orçamentária específica, para que os cursos possam ser implantados absorvendo todos os jovens, seja no ensino superior, seja no ensino técnico”, afirmou.

JATAÍ
Ao defender a instalação em Jataí, em seu relatório, Caiado comentou que a cidade do sudoeste goiano é destaque na produção agropecuária e possui atualmente um dos maiores IDHs do estado. “Uma referência nacional em produtividade que agora será também referência na formação de pessoas qualificadas para dar, não só ao campo, mas ao setor urbano a qualidade profissional que merecem”.

CATALÃO
O senador democrata enalteceu o parque industrial já consolidado na cidade e a necessidade de preparar uma mão de obra específica para servir à demanda do setor. Ele também lembrou o trabalho do prefeito Adib Elias e do ex-mandatário Haley Margon, que se dedicaram ao projeto. “Catalão, conhecida no estado como a região da estrada de ferro, uma das mais desenvolvidas do nosso estado, com minério, agropecuária e sede de montadoras de carros, tratores e máquinas agrícolas carecia de uma estrutura assim”, defendeu.

ESTRUTURA
Em Jataí, o texto aprovado prevê a criação de 67 cargos efetivos do Plano de Carreira dos Cargos Técnico-Administrativos em Educação, 40 cargos de Direção, 222 Funções Gratificadas (FG) e duas Funções Comissionadas de Coordenação de Curso. Haverá transferência automática de cursos, de alunos e cargos já existentes.

Em Catalão, a universidade vai aproveitar a estrutura já existente da UFG e vai acrescentar, pelo projeto aprovado, 81 cargos efetivos do Plano de Carreira dos Cargos Técnico-Administrativos em Educação, de nível médio e superior e 40 Cargos de Direção, 225 Funções Gratificadas e cinco Funções Comissionadas de Coordenação de Curso (FCC).

MEDICINA
Caiado também reforçou o trabalho que vem desempenhando para a criação do curso de medicina em Catalão, já autorizado pelo Ministério da Educação e apenas aguardando dotação orçamentária.

“Essa é uma oportunidade que estamos criando de, dentro do campus de Catalão, instalarmos o curso de medicina, o que dará um grande diferencial a jovens que hoje são obrigados a migrar a Uberlândia ou Goiânia para ter essa oportunidade”, comemorou.