40576923711_fde0936509_z

“Governo quer apagar gestão de 20 anos com balanço falso de 30 dias”, diz Caiado

O senador Ronaldo Caiado (Democratas) classificou como farsa o balanço divulgado pelo governo esta semana. Para o líder do Democratas no Senado, a suposta prestação de contas é um desrespeito com o cidadão goiano ao ignorar o caos na gestão dos últimos 20 anos e anunciar programas sociais prometendo soluções para questões que são urgentes há vários anos, caso da saúde e segurança pública. “Mas será que só agora esse governo se convenceu do caos na saúde?”, questiona Caiado.

“O que nós estamos assistindo é uma farsa travestida de prestação de contas de 30 dias de governo. Na verdade, querem apagar os 20 anos e dizer que tudo foi deletado e que agora começa um novo momento, um novo governo, com as mesmas pessoas, com os mesmos métodos e com o mesmo secretariado , com o mesmo governador despachando no palácio 24 horas por dia”, opinou.

“As medidas tomadas em 30 dias mostram o total desrespeito ao cidadão. Primeiro porque agora sinalizam com o terceiro turno de atendimento da saúde só agora. Mas será que esse governo que assistiu o caos durante duas décadas se convenceu só agora? Até então eles não são mais responsáveis pelos 20 anos que governaram o estado? A segurança pública só passou a ter policiais agora nos postos e também e nas estações de ônibus porque agora está acontecendo o caos na segurança?”, acrescentou.

O senador goiano ainda denunciou que a ampliação do policiamento em Goiânia está ocorrendo à custa da redução do efetivo no interior. “Vocês sabiam que, para intensificar o policiamento em Goiânia, os policiais militares estão sendo transferidos do interior do estado para Goiânia? Quer dizer, é um total desrespeito com o goiano que vive no interior, diante desse colapso que se tem vide o que aconteceu hoje na cidade de Ipameri, todo um processo que mostra a farsa de um governo que, realmente, não tem nenhum compromisso com verdade pelos atos praticados durante todos esses anos. O sentimento da sociedade é outro. É de mudança. Isso está muito bem afinado com tudo aquilo que nós estamos assistindo no interior do estado”, destacou.