Aruanã2

“Vamos recuperar o Rio Araguaia antes que ele suma do mapa, diz Ronaldo Caiado em Aruanã

Senador manifestou preocupação com o assoreamento do rio, emblemático aos goianos

O senador Ronaldo Caiado (Democratas) defendeu nesta sexta-feira (13/07) em Aruanã medidas de combate ao assoreamento do Rio Araguaia, agravado nos últimos anos, devido ao desmatamento das matas ciliares às margens do Araguaia, que começa em Goiás, margeia Mato Grosso e termina no Tocantins.

De acordo com ambientalistas, o avançar dos bancos de areia pode secar o rio nas próximas décadas, prejudicando não somente o turismo como também a população que depende economicamente do Araguaia para sobreviver.

Acompanhado do também senador Wilder Morais (Democratas), Ronaldo Caiado manifestou sua preocupação com a omissão dos governos federal, de Goiás, Mato Grosso e Tocantins sobre a questão, fruto de reiterados relatórios de ambientalistas e de reportagens da imprensa, ao ver fotos de várias partes ao longo do curso fluvial afetadas pela ação equivocada da população.

“O rio hoje recebe, só de sedimentos – areia e terra – mais de 8 milhões de toneladas, que são jogadas em seu percurso, destruindo e inviabilizando-o totalmente quase levando o nosso Rio Araguaia à morte”, pontuou.

Ronaldo Caiado frisou ainda seu compromisso, caso eleito governador no pleito de outubro próximo, com o bem-estar do Rio Araguaia. “Isso é uma tradição que veio da minha família, de Leolídio Caiado [primo do senador e ambientalista de primeira hora, já falecido, e nós vamos recuperar o Rio Araguaia antes que ele suma do mapa”, assegurou.

O senador democrata garantiu ainda o cumprimento do Código Florestal, para coibir a destruição da vegetação necessária e um tratamento especial ao rio. “O Araguaia terá toda proteção florestal para conter a sedimentação e vamos tratar de toda a bacia, para revitalizarmos e ressuscitarmos esse rio tão emblemático aos goianos’, completou.

Bombeiros

No posto do Corpo de Bombeiros instalado próximo ao porto de Aruanã, Ronaldo Caiado e Wilder Morais foram recebidos pelo tenente-coronel Washington Vaz Junior, que mostrou a estrutura da corporação aos senadores e ainda apresentou dados relativos à 44ª Operação Férias 2018.

Até o momento, foram mais de 70,5 mil atendimentos prestados, entre fiscalização de coletes salva-vidas, campanhas educativas. Nenhum tipo de anormalidade, como acidades ou afogamentos foi registrado até agora, o que atesta o trabalho oportuno do Corpo de Bombeiros para a proteção dos turistas, ribeirinhos e de toda a população em geral.

“O trabalho dos bombeiros é relevante e precisa ser enaltecido e valorizado sempre. A atuação deles garante a segurança de quem está ao longo do curso do Araguaia e é primordial que eles contem com a estrutura necessária para um bom trabalho e nós vamos garantir isso”, finalizou.