1

“Atual governo perdeu completamente o compromisso com o povo”, lamenta Caiado

“Nosso projeto não é de poder, é de governo, de cidadania.” Assim o senador e candidato ao governo de Goiás pela coligação “A Mudança é Agora”, Ronaldo Caiado (Democratas), tem reafirmado seu compromisso de promover uma revolução administrativa no Estado.

Durante giro pelo Nordeste no final de semana, Caiado externou o sofrimento do povo da região, onde tudo falta: energia, água, asfalto de qualidade e, principalmente, saúde básica. “É um absurdo reconhecer que de São Domingos e Campos Belos a Goiânia não tem um leito de UTI, só aqui em Formosa que tem uma unidade de hemodiálise. Pessoa com insuficiência renal é obrigada a andar quase 800 km para fazer hemodiálise. Onde está o juízo desse povo? Perderam completamente o compromisso com o povo”, lamentou.

O candidato da mudança cobrou compaixão do grupo que domina Goiás há 20 anos, que se afastou do povo e levou o Estado a uma situação delicada, e fez um alerta.

“Agora eles estão com essa moda de relativizar o que eu trouxe para Goiás. Perguntem ao pequeno agricultor que foi anistiado porque enfrentei banqueiros; ao micro e pequeno empresário, pois lutei para dar mais competitividade; o que fizemos pela saúde, garantindo que o dinheiro do Pré-Sal não fosse todo para o governo federal e fossem destinados 25% para Estados; a [ferrovia] Norte-Sul; a convalidação dos incentivos fiscais. Agora, sabe o que eu não fiz? Não trouxe a Operação Lava Jato, a Decantação, a Monte Carlo para Goiás, isso foram eles que fizeram para desmoralizar o Estado”, destacou.

Apoio

Em Formosa, Ronaldo Caiado recebeu apoio de oito vereadores: Bruno Araújo, Ceguinho, Nema, Netinho Lacerda, Luziano, Carlin da Vila, Miro Bike, e do presidente da Câmara, Mundim. Também o apoiam o prefeito Ernesto Roller, que se uniu a outros quatro líderes emedebistas [Adib Elias, Paulo do Vale, Renato de Castro e Fausto Mariano] para reforçar a candidatura da mudança ao governo de Goiás.

“Formosa enfrenta muitas dificuldades, quebraram a prefeitura e agora querem ganhar mais quatro anos, oito anos de mandato, para continuar escravizando o povo. Podemos mudar a realidade de Goiás, depende só de você. Chega. Formosa não aguenta ser tratada como curral de ninguém. Imaginem só, fui eleito em 2016 e aqueles que estão no governo em vez de nos darem a mão, nos deram uma punhalada. Mas não foi no prefeito Ernesto Roller, foi no povo. Teríamos uma saúde melhor, um asfalto melhor, não fosse essa gente nos atrapalhando”, afirmou Roller.

Segundo ele, eleger Ronaldo Caiado não é um projeto pessoal, mas uma grande oportunidade de desenvolver um trabalho melhor por toda a região: “Peço a chance ao povo de Formosa de ter um governo parceiro, pois terei os instrumentos para fazer que nossa gente sinta ainda mais orgulho de morar aqui.”