cbn

Caiado na CBN: “Vou levar hospitais regionais e médicos especialistas para o interior”

Permitir que a população de todas as regiões do Estado tenha acesso à saúde de qualidade é o principal compromisso do candidato ao governo de Goiás, Ronaldo Caiado (Democratas), com a área. Em entrevista na manhã desta quarta-feira (29 de agosto) à Rádio CBN, o democrata se comprometeu a tirar do papel a proposta de regionalização da saúde e buscar alternativas para levar médicos especialistas às regiões mais carentes de Goiás.

“O nosso primeiro passo em relação à saúde é a regionalização. Algo que o atual governo prometeu e nunca cumpriu. Vamos ter hospitais regionais com estruturas capazes de receber pacientes em estado grave e realizar ali os primeiros procedimentos, inclusive cirurgias. Veja a situação pela qual passa o goiano. Para ter acesso a um leito de UTI, quem mora em Campos Belos tem de viajar 700 quilômetros até Goiânia”, lamentou.

Segundo consta no plano de governo, a ideia é fazer funcionar, com excelência, os hospitais regionais existentes e minimizar os vazios assistenciais identificados nas regiões do estado para serviços de média e alta complexidade, por meio da ampliação da gestão regional e do aperfeiçoamento e ampliação da rede via parcerias com o terceiro setor. Além disso, serão priorizadas a eficiência e a equidade nas ações e serviços prestados, humanizando e melhorando a qualidade do atendimento.

Para que a população tenha acesso à saúde de boa qualidade, o senador Ronaldo Caiado propõe incentivar a ida de médicos para o interior. Hoje 67% de médicos moram na capital. Os especialistas são 66,8% e os generalistas são 33,2% dos médicos que atendem em Goiânia. As regiões mais distantes e menos desenvolvidas de Goiás sofrem com a falta desses profissionais.

“Vamos ter a coragem de apresentar um projeto de lei na Assembleia para que os médicos especialistas tenham um complemento salarial como incentivo a ir para interior. Além disso, vamos criar as policlínicas regionais que poderão avançar rapidamente na triagem de pacientes, especialmente os crônicos”, contou.

Outra iniciativa que já fez o compromisso de implantar é a utilização de unidades móveis que possam realizar exames complexos como mamografia e ressonância magnética. “Nas regiões de maior carência vamos levar essas unidades móveis para fazer com que os exames sejam realizados. A saúde é hoje a preocupação da maioria da população”, afirmou.

Sem impostos

Na entrevista, Ronaldo Caiado alertou para o fato de seu plano de governo não prever qualquer tipo de aumento de impostos. “Já temos muitas taxas e impostos e cabe ao governante direcioná-los. E será para a mobilidade urbana. Onde fala no plano que terá aumento? Não há enhuma linha”, reiterou.

O plano de governo do democrata menciona formas de arrecadação já existentes que devem ser usadas como novas fontes de financiamento da mobilidade urbana. Não se trata, portanto, da criação ou majoração de impostos, mas do aproveitamento das receitas já existentes para melhorar a infraestrutura urbana de transporte. A proposta é que sejam também estabelecidas parcerias público-privadas e que o Estado não transfira simplesmente os custos do transporte público ao usuário.

Questionado sobre os incentivos fiscais, Ronaldo Caiado reafirmou em seu plano de governo o compromisso com a manutenção deles e o planejamento de ações a partir deste modelo com foco na geração de emprego e renda. A ideia do democrata é aperfeiçoar a política de incentivos à produção em Goiás, em especial aquelas que implicam em renúncias fiscais e em isenções tributárias. “Proponho que incentivos cheguem também a regiões mais carentes. Vamos redirecionar para que essas regiões tenham também industrialização”, explicou.