217cc628-f2fe-4b44-806d-ab09a44a1135

Em entrevista à rádio Interativa, Caiado anuncia programa nas redes sociais para apresentar seu plano de governo

Em entrevista na manhã de hoje (13/8) a rádio Interativa, o senador Ronaldo Caiado (Democratas) anunciou que na próxima quarta-feira (15/08) vai iniciar o programa “Caiado ao Vivo” em suas redes sociais para apresentar suas propostas para Goiás. O candidato ao governo do estado disse que será uma oportunidade de mostrar seu plano de governo e debater as ações com o eleitor goiano. O programa ocorrerá toda quarta-feira, às 20h. Na entrevista, Caiado falou ainda sobre segurança pública, recuperação dos rios do estado e sua atuação nas redes sociais para se comunicar com a população goiana.

O senador ainda afirmou que o povo de Goiás quer debater e espera que seu próximo governante tenha autoridade moral para sair das promessas e implantar as ações a que se comprometeu. “O que a população de Goiás espera são resultados e não apenas propaganda de um plano de governo, mas alguém que possa implantar o que ele possa falar e seja capaz de cumprir. Esse é que o grande desafio neste momento dos candidatos do nosso estado de Goiás. Ter autoridade moral para poder implantar aquilo que se diz”, atestou.

Confira os principais trechos da entrevista:

Recuperação de rios/Conservação do Cerrado
Vamos recuperar as nossas bacias hidrográficas e nós sabemos que, lógico, todas as nossas bacias hidrográficas são importantes, mas Goiás tem como símbolo o rio Araguaia e ele será um dos primeiros que nós vamos mostrar para o país a recuperação que vamos promover no rio Araguaia. Será referência o trabalho e todo aquele estudo que já fizemos e que já estamos com nosso plano de governo preparado para ser uma das nossas primeiras ações. O Cerrado não só é preservado como ele gera hoje a maior fonte de renda para os goianos conciliando produção com meio ambiente. Nós somos o único país do mundo que temos o boi herbívoro. Não usamos hormônio, não se usa resíduos de animais mortos na alimentação, nós temos uma agricultura altamente tecnificada em que todas as publicações mostram que o nosso aumento de produtividade é baseado na incorporação de novas técnicas de ciência e de pesquisa. Então, nós estamos avançando e preservando cada vez mais o nosso Cerrado.

Segurança Pública
Essa insegurança de todas as pessoas, dos jovens, todo pai que hoje não sabe como o filho vai voltar da aula. É uma insegurança completa para quem está no campo, as propriedades estão sendo assaltadas, o cidadão na sua casa com todo aquele aparato de vigilância, de cerca, muro, mesmo assim sendo vítima, ou seja, a insegurança tomou conta do nosso estado de Goiás e, neste momento, é preciso que o estado tenha a responsabilidade de garantir a segurança ao cidadão. Para você ter uma ideia, nos Estados Unidos, no carro quando você pega um táxi, em Nova Iorque, está lá escrito se o taxista for assaltado ou assassinado o cidadão vai ter 20 anos de cadeia. Lá não tem nenhuma outra regra que diminua pena. Veja o quanto hoje a criminalidade e a agressão aos taxistas diminuiu no país que realmente tem regras firmes para o combate à criminalidade. Agora, o cidadão hoje se sente confortável porque a todo momento cumpre apenas um sexto da pena ou daí a pouco cumpre prisão domiciliar ou daí a pouco sequer ele cumpre a pena. Então, a criminalidade está valendo a penas onde as pessoas não têm a punição a altura. Aprovamos agora no Senado, está na Câmara, um projeto que propõe a todo condenado que tem que pagar aquilo que o Estado gasta com ele para mantê-lo na cadeia. Ou seja, ele é obrigado a retornar aos cofres do Estado e o Estado cria condições para que ele possa trabalhar e ressarcir o Estado das despesas. Então, a criminalidade tem que ser atacada de várias maneiras. A vítima é o taxista, é o porteiro, é pessoa que acorda quatro horas da manhã para ir para o ponto de ônibus, é o cidadão comum que está descendo do seu carro, enfim, hoje já não se separa mais quem vai ser assaltado, nem o horário. É madrugada, dia, noite, qualquer hora, você é assaltado em Goiás. Como fazer isso? Uma operação de valorização do nosso policial militar. Em primeiro lugar, não tem essa tese de policial de terceira categoria ganhando R$ 1500. Esse será um dos primeiros decretos que vou assinar para unificar o valor dos policiais no nosso estado.

Tempo de rádio e TV

A reforma política foi todo um projeto feito onde alguns partidos mantiveram a tese que o número de minutos deve ser de acordo com a sua bancada federal e o pior: o Supremo Tribunal Federal tomou uma decisão onde os parlamentares eleitos por uma sigla que mudaram para outra sigla partidária fazendo um troca-troca partidário pudessem levar também seu tempo de rádio e televisão. Mesmo com 12 partidos coligados eu tenho 1 minuto e 25 segundos. As outras coligações têm mais tempo do que eu. Mas a sorte nossa nesse momento é que nós temos as redes sociais, temos programas que podemos participar de rádio e TV e, com isso, vamos suprir essa deficiência. Por exemplo, agora quarta-feira, às oito horas da noite, eu já inicio o programa Caiado Ao Vivo, já vou começar a debater os temas, o nosso projeto de governo e vamos fazer isso toda quarta-feira, no período mínimo de meia hora para que a gente possa chegar aos nossos eleitores e dialogar e também expor as nossas posições em relação ao plano de governo que pretendemos implantar. Quem tem máquina de governo, quem tem apoio do governo federal, eles conseguem cooptar os partidos com mais tempo de rádio e televisão.