1

“Goiás será a capital do Centro-Oeste”, diz Caiado após caminhada em Aparecida

Com um governo zeloso com os recursos públicos, focado na solução dos problemas e na criação de oportunidades de desenvolvimento, o Estado de Goiás terá todas as ferramentas para se destacar no cenário nacional. Esta é expectativa do candidato ao governo pela coligação A Mudança é Agora (DEM, PROS, PRP, PDT, DC, PRTB, PSC, PMN, PMB, Podemos, PSL e PTC), Ronaldo Caiado (Democratas), que na manhã desta terça-feira (20 de agosto) conversou com a imprensa após uma grande caminhada pelas Avenidas Independência e da Paz em Aparecida de Goiânia, ao lado de apoiadores e candidatos.

“O foco hoje é a recuperação de Goiás. Tenho orgulho de ser goiano e de poder dizer que Goiás será a capital do Centro-Oeste brasileiro. É um Estado rico, com uma condição geográfica privilegiada, cheio de oportunidades, rico em mineração e que tem a força da juventude e de todos os goianos para avançar ainda mais em áreas como tecnologia e inovação. O importante para tudo isso é o governante ter uma visão de cidadão”, defendeu.

Segundo Ronaldo Caiado, hoje Goiás não atingiu esse patamar exclusivamente por falta de uma gestão comprometida com o dinheiro público e que centralizou todas as forças nas cidades mais ricas, relegando a regiões como Nordeste e Norte de Goiás um papel aquém de seu potencial.

“Nós saberemos distribuir as indústrias em Goiás, o setor primário, a prestação de serviços. É preciso entender que o acesso à saúde, às universidades de Goiás e aos polos de tecnologia e inovação é um direito de todos. É isso que vai fazer de Goiás uma referência como é São Paulo na região Sudeste e o Paraná no Sul do país. Saberei conduzir o Estado com essa visão macro, de que é preciso envolver os vários setores da economia e dar oportunidade de emprego aos cidadão. Não só no sentido de qualificar uma mão de obra, mas também de combater aquilo que é uma chaga muito grande para nós goianos, que são as mais de 440 mil famílias vivendo abaixo da linha da miséria. Isso é algo inconcebível”, lamentou.

Como parte deste trabalho de recuperação, o candidato ao governo quer também ter as condições de devolver aos goianos a autoestima abalada por 20 anos de desmandos da atual gestão e que esteve envolvida em escândalos de repercussão nacional, como a Lava Jato, a Operação Monte Carlo e a Operação Decantação, que investigaram denúncias de corrupção nos quadros do governo.

“O cidadão quer ter autoestima e viver dignamente em Aparecida, em Mambaí, em São Luiz dos Montes Belos, em São Miguel do Araguaia, em qualquer lugar do Estado. Isso é governar. Quero governar para todos e promover aos goianos a igualdade e a qualidade de vida. Acredito que temos de ligar todas as regiões de Goiás e transformá-las em um só Estado.