tim (5)

Incentivos fiscais bem direcionados e ensino técnico serão indutores do emprego em Goiás, ressaltou Caiado em debate da TV Record

O Estado como indutor do emprego em Goiás esteve entre os temas centrais abordados por Ronaldo Caiado (DEM) em debate realizado pela TV Record na noite da última sexta-feira (28/09). O candidato ao governo afirmou que vai aliar o direcionamento dos incentivos fiscais para setores que mais necessitam, propondo a ampliação da oferta do ensino profissionalizante para incentivar os empregadores e assegurando a qualificação dos jovens que buscam uma oportunidade no mercado de trabalho. A recuperação dos mananciais hídricos tendo como ponto de partida o rio Araguaia, símbolo do estado, também esteve entre os assuntos debatidos por Caiado. O governadoriável reafirmou ainda seu compromisso de recriação da Secretaria da Cultura e falou como o setor vai trazer benefícios para outras aéreas sociais.

“Cabe ao estado ser indutor, dar segurança jurídica, orientar os incentivos e para quais áreas deverão ser destinadas, cabe ao estado dar qualidade de educação e também ensino técnico profissionalizante para que as pessoas, de acordo com a sua região, possam ser melhores atendidas e terem oportunidade do seu primeiro emprego, ou seja, ensino médio junto com o ensino técnico profissionalizante. Esta é a ação do governo, para isso, buscarei os empresários e o sistema Senar e trabalharei em total parceria para trazer emprego para o povo goiano”, estabeleceu compromisso o candidato.

Confira os principais trechos do debate:

Economia

O senador afirmou que irá combater a grave situação econômica dos cofres do estado com transparência nas ações, controle de cada real gasto e obediência a regra básica de apenas gastar dentro do que consegue arrecadar.

“Nós precisamos é de ter um governo que seja compatível com aquilo que é o povo goiano. E tenho a certeza, nós vamos montar um governo ético e transparente. Goiás é muito maior e muito mais forte do que todas as crises que estão instaladas. Nós vamos recuperar a economia do Estado de Goiás, botando regras claras, sabendo combater as desigualdades regionais, orientando, incentivando o emprego e trazendo empresas para que cada vez mais os jovens possam trabalhar e ganhar a sua vida”, pontuou.

Cultura

Ao comentar sua atuação pela cultura do estado, o governadoriável reforçou seu pacto pela aplicação efetiva da Lei Goyases e recriação da Secretaria de Cultura.

“Eu tenho tanta convicção que a cultura vai nos ajudar a governar, contribuindo na resolução de tantos outros problemas, que decidi recriar a Secretaria da Cultura. Vou fazer com que o fundo de apoio à cultura seja respeitado e repassado. Ou seja, cumprir a lei, dar apoio para que tenhamos a aplicação correta da Lei Goyases, assegurando que os produtores de cultura possam ampliar sua atuação e suas oportunidades, e garantir também a manutenção e otimização dos festivais existentes. Mas, lógico, controlando as finanças”, destacou.

Meio Ambiente

Questionado sobre quais seriam suas ações para enfrentar a crise hídrica do estado, Caiado expôs trechos o seu plano de governo que trata da recuperação dos mananciais, especialmente, do rio Araguaia envolvendo o sistema S e a comunidade.

“Tive a oportunidade e apresentei no meu plano de governo a maneira como nós recuperaremos o Rio Araguaia e seus afluentes como sendo uma referência daquilo que é símbolo do estado de Goiás. Vamos instalar os nossos comitês de Bacias, mas não só no papel, vamos realmente fazer com que eles sejam instalados e, principalmente, incluir a sociedade na recuperação. Vamos buscar o apoio em todas as instituições, como o sistema Senar e demais entidades que puderem orientar os jovens e as crianças, manifestando o sentimento de recuperação dos nossos mananciais hídricos. Vamos fazer com que Goiás possa atender a demanda também no período da seca, sem escassez”, explicou.