7

Caiado articula com Moro e Bolsonaro criação de Núcleo de Combate à Corrupção e ao Narcotráfico

O governador eleito, Ronaldo Caiado (Democratas), deu um passo importante na implantação de uma de suas principais propostas de governo: a criação do Núcleo de Combate à Corrupção e ao Narcotráfico. Em reunião esta semana com o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) e com o futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, eles discutiram a participação de auditores da Receita Federal e de agentes da Polícia Federal, aliados a policiais civis, militares e técnicos da Secretaria de Fazenda. O foco desse trabalho será atuar de forma integrada com uso da área de Inteligência para identificar os crimes e desarticular organizações criminosas. Ainda nesta semana, o Caiado se encontrou com o atual secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, para debater o tema.

“Uma das nossas propostas na campanha eleitoral foi a criação do núcleo de combate a corrupção e ao narcotráfico. Já estamos caminhando para instalar o mais rápido possível. Tivemos uma audiência com futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, e outra reunião com com o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid. Esse processo já avançou no intuito de termos um auditor de Receita Federal, agentes da polícia federal e também de um membro da inteligência da polícia civil do estado de Goiás e da Secretaria da Fazenda do Estado de Goiás. É isso que o goiana espera. Antes de tomar posse, já estou trabalhando”, disse Caiado.

O democrata explica que o núcleo vai poder enfrentar as facções criminosas a partir da junção de ações antidrogas e crimes relacionados ao tráfico. Em outra frente, o governador eleito vai unificar dados de diversos órgãos de segurança. O principal foco é o enfrentamento das organizações criminosas, com integração de ações antidrogas e os crimes adjacentes ao tráfico (roubos de automóveis, cargas, violência na zona rural). Pelo SUSP – Sistema Único de Segurança Pública – Ronaldo Caiado vai criar um banco de dados criminais, padronizando e unificando as informações dos diversos órgãos, gerando um Sistema Nacional de Informações de dados prisionais, rastreamento de armas e munições, material genético, digitais e drogas.

“Vamos integrar todas as forças: polícias militar, civil e rodoviária; Receita Federal, Polícia Federal Sefaz e Ministério Público”, acrescentou. Dessa união surgirá o Núcleo de Combate à Corrupção e ao Narcotráfico.

Outra ação que já estava prevista no plano de governo é a construção de um presídio com funcionamento sob o Regime Disciplinar Diferenciado para desarticular o comando do crime organizado. “Vou construir um presídio preparado para receber líderes e principais membros dessas quadrilhas que irá funcionar em Regime Disciplinar Diferenciado para cortar a comunicação entre líderes e liderados, disse Caiado.

Ronaldo Caiado ainda enfatizou o investimento na inteligência das polícias como forma de combate efetivo ao narcotráfico e destacou a valorização dos policiais como uma das prioridades. “Outro ponto é resgatarmos os salários dos policiais. Será uma iniciativa que tomarei no primeiro dia de governo, encaminhando à Assembleia Legislativa a extinção da Terceira Categoria e a regularização e uniformização dos salários dos policiais militares”, afirmou.