33737082962_0bd97b03e4_k

Caiado debate futuro da gestão pública e educação na Universidade de Oxford

Governador eleito foi convidado para participar de fórum internacional em Londres entre os dias 25 e 30

O governador eleito de Goiás, Ronaldo Caiado (Democratas), embarca, nesta sexta-feira, 23, para Londres, onde participa de fóruns de debate sobre gestão pública e educação na Universidade de Oxford.

A convite das fundações Lemann e Brava, o democrata fará parte do grupo de políticos e representantes da academia e da sociedade civil que discutirá o futuro do Brasil para os próximos anos.

Segundo os organizadores, o objetivo é desenvolver um espaço de diálogo, troca de experiências e pluralidade de visões, para construir pontes possíveis e uma agenda que assegure avanços da gestão pública brasileira.

“Será um momento de avaliação das práticas adotadas nos últimos anos em todo o mundo. Debater o que foi positivo e os desafios que temos de superar para garantir eficiência e modernizar o Estado”, argumenta Caiado.

Serão dois momentos: o primeiro, de 25 a 28 de novembro, será o Encontro de Altas Autoridades para debater “Uma nova agenda para gestão pública do Brasil”; já entre os dias 27 e 30 de novembro, o debate girará em torno das prioridades em Educação: “Debatendo uma agenda para os próximos quatro”.

Os eventos contarão com a presença de governadores recém-eleitos, prefeitos, parlamentares e representantes de cada área de todo o mundo. A discussão abordará, também, estratégias para tornar a educação central nas prioridades dos governos e a definição de prioridades que permitam um salto de qualidade no ensino público brasileiro.

“Tenho compromisso total com a Educação e acredito que o debate será muito proveitoso. Temos que aproveitar todas as oportunidades de compartilhar as boas práticas, estou indo para ouvir, buscando as melhores cabeças. Sei que os desafios são grandes, mas confio em nossos professores. Goiás é muito maior que essa crise”, arrematou.

O governador Ronaldo Caiado vai a acompanhado da esposa, Gracinha Caiado. O trabalho da equipe de transição, comandada pelo senador Wilder Morais (Democratas), segue normalmente.