WhatsApp Image 2019-03-14 at 21.32.14 (1)

Caiado garante ritmo acelerado para transformar Ensino Público goiano durante reunião de “Todos Pela Educação”

Junto a parceiros, como o Instituto Ayrton Senna, governador assegurou a promoção de um esforço conjunto para a construção de escolas mais solidárias. “Vamos mostrar ao Brasil que temos condições de trabalhar com transparência, seriedade e honestidade”, completou a secretária Fátima Gavioli, da Seduc

O governador Ronaldo Caiado afirmou nesta quinta-feira (14/3) que o único meio de tornar Goiás um Estado próspero e digno para os cidadãos é priorizando a educação. Em reunião no Palácio Pedro Ludovico Teixeira com a primeira-dama Gracinha Caiado, secretários, representantes da iniciativa privada, fundações e institutos vinculados à educação, o governador garantiu que a iniciativa “Somos Todos Goiás pela Educação”, que agrega todos estes parceiros, irá permitir um avanço do ensino no Estado.

“É daqui que poderei me aconselhar para estabelecer com quais metas e propostas poderemos construir uma educação e escolas mais solidárias, com mais amor ao próximo e conceitos de dignidade, com o sentimento de prosperar, de vencer na vida. Para mostrar que não existe outro caminho nem alternativa, que não seja priorizar a educação”, resumiu Caiado.

Durante todo o dia foram realizadas mesas de discussões, apresentações projetos e análises da realidade educacional do Estado. Ao iniciar a reunião, o governador descreveu sua dinâmica de trabalho: aberta, transparente, sem cerimônias, com o mínimo de burocracia. Ao mesmo tempo, Caiado prontificou-se a receber os parceiros da educação em Goiás fora do expediente ou nos finais de semana porque seu objetivo é “dar um ritmo acelerado para a educação”.

A reunião teve como foco central a transferência de conhecimento técnico baseado em evidências e na seleção das prioridades para a educação pública em Goiás. Todos os participantes tiveram a oportunidade de apresentar, de forma resumida, suas credenciais, experiências e propostas para a Rede Pública de Ensino Estadual, com atenção especial para os municípios mais pobres, de acordo com o Índice Multidimensional produzido pelo Governo do Estado. “Vamos possuir um modelo capaz de realmente dar ao jovem goiano a condição de ser competitivo no cenário nacional, como também ser referência na educação”, explicou o governador.

Experiências e competências

O governo tem como objetivo construir um conceito macro que reúna experiências e competências variadas em prol da gestão da educação. “Nós temos aqui pessoas que tratam mais especificamente do ensino médio, ou têm experiência na ordem do ensino fundamental, uma na transição, outras em como deve se conciliar o gasto com eficiência”, disse o governador.

A secretária de Educação, Fátima Gavioli, pontuou que a rede estadual de Goiás não tem a vaidade de ser o primeiro ou o segundo lugar no País. “Queremos mostrar ao Brasil que temos condições de trabalhar com transparência, seriedade e honestidade. Mostrar que temos a capacidade de deixar a Educação de Goiás do jeito que ela precisa e merece, sem registros de violência, sem professores afastados por licença médica. Vamos passar essa credibilidade para as pessoas. E o governador passa essa credibilidade para nós”, declarou.

A primeira-dama e presidente de honra da OVG, Gracinha Caiado, externou sua satisfação com os caminhos que estão sendo propostos para a educação pelo governo do Estado. “Esse é o dia mais feliz pra mim no governo do Ronaldo Caiado porque eu desde que eu assumi, como primeira dama, a função de cuidar do social, eu venho dizendo que não concebo política social que não inclua educação e saúde”, assinalou. Aos parceiros, Gracinha explicou que não enxerga o social separado da educação e muito menos a cidadania longe da educação. “Depositem em nós confiança porque queremos ter uma educação saudável em Goiás. Vocês terão em mim, no governador e em toda a equipe, parceiros”, frisou.

No final de seu discurso a secretária Fátima Gavioli lembrou que jovens extremamente bem formados saem de Goiás para trabalhar em outros estados ou fora do País. “Estamos exportando nossa maior riqueza, que é a mão de obra especializada”. Diante da constatação a secretária enfatizou a importância de manter esses talentos em Goiás e, citando a Bíblia Sagrada, disse que é preciso seguir “avante e para o alvo, de onde vem a divina graça”.

Ao contar sua história de vida, ora na política, ora no consultório médico, Ronaldo Caiado destacou que “a independência é algo salutar”, por acreditar que por meio da educação é possível fazer dos alunos das escolas públicas de Goiás “adultos autossuficientes para desenvolverem suas atividades, suas profissões, em qualquer área; seja ela técnica, seja ele profissional liberal, enfim, na atividade de sua escolha”.

Parceiros

Parceiros de instituições renomadas vieram a Goiás se juntar à iniciativa. O Instituto Natura já está planejando ações direcionadas ao Estado, uma elaboração realizada em parceria com a Secretaria de Educação, informou a gerente de projetos educacionais inovadores Lucila Ricci.

Juntamente com o Instituto Sonho Grande, um projeto de apoio às escolas em tempo integral de Ensino Médio está sendo desenvolvido. “A gente está começando a conversar também para um apoio, no futuro, para fortalecer a alfabetização no Estado via regime de colaboração entre Estado e município, em parceria com a Fundação Lemann, mas isso é algo que ainda estamos pensando para os próximos anos”, adiantou.

A iniciativa de reunir diferentes instituições ligadas à educação foi reconhecida por todos como muito positiva. Mereceu destaque o envolvimento direto do governador e da primeira-dama na construção de um projeto educacional fundamentado e coerente para Goiás. “A gente está aqui muito entusiasmado em ver o próprio governador do Estado e a primeira-dama envolvidos na construção de um projeto educacional. É uma rede que tem bons resultados, mas que tem muitos desafios pela frente. De um lado atuar nos municípios mais vulneráveis para melhorar os indicadores educacionais nesses lugares, de outro, garantir com que os alunos consigam aprender mais e aprender melhor para conseguir construir o seu projeto de vida”, resumiu Alexandre Schneider, representante da Fundação Lemann e ex-secretário municipal de Educação de São Paulo.

Estiveram em Goiânia ainda representantes da organização Todos pela Educação, Instituto Ayrton Senna, Instituto Natura, Fundação Leman, Banco Itaú, Instituto Unibanco, Instituto Bei, Conselho Nacional de Educação (CNE), Sebrae-Goiás, Unicef, Eduq Mais, todos os superintendentes da Secretaria de Estado da Educação, além da secretária Valéria Torres (Comunicação) e do secretário Adriano da Rocha Lima (Desenvolvimento e Inovação).