Foto: Cristiano Borges

No Basileu França, Caiado fala de “paixão e responsabilidade” com o centro de artes

Governador assistiu a apresentações de música e dança, ganhou presente dos alunos e salientou o compromisso da gestão estadual com o Instituto. “Vamos recuperar [o Basileu] para dar oportunidades a esses jovens”, garantiu

Expressões artísticas que sensibilizam, inspiram e integram têm um espaço cativo em Goiás, no Instituto Tecnológico de Goiás Basileu França (Itego). Nesta sexta-feira, 1º/3, o governador Ronaldo Caiado visitou a escola, reconhecida como um dos mais importantes centros de formação em artes do País, e se alegrou ao ver o trabalho construído por professores, servidores e estudantes. “As pessoas têm um amor enorme por essa instituição. Saibam que o governador tem a mesma paixão e a mesma responsabilidade com o Basileu”, garantiu.
A Orquestra Sinfônica Jovem de Goiás emocionou o governador ao tocar a canção ‘My way’. “É uma música que tem muito a ver com a minha estrada da vida. Isso sensibiliza a gente”, disse Ronaldo Caiado. Formada em 2001, a orquestra oferece a jovens e adolescentes a oportunidade de profissionalização por meio da música, promovendo um trabalho que já se tornou referência nacional. “Queremos motivar e mostrar nossos músicos. Isso nos enche de orgulho e, ao mesmo tempo, de motivação para trabalhar por essa gente.”

Antes de deixar o espaço da Orquestra, Caiado brincou de maestro com as crianças. Ensaiou alguns dos movimentos com a batuta, que foram ensinados pelo professor de música.

De lá, seguiu para a Oficina de Artes e conferiu a exposição das obras produzidas pelos alunos. Saiu da sala com um presente, uma cadeira customizada com a imagem do Museu Pedro Ludovico Teixeira. Trabalho feito por estudantes que têm entre 9 e 13 anos. O governador ainda assistiu a uma aula circense e a duas apresentações de dança. A primeira da turma de baby class, a segunda dos bailarinos Vitor Vaz e Jaquelyne Barbieri, os dois integram o premiado Corpo de Baile do Basileu França.

Aos estudantes e professores, o governador destacou seu compromisso com o centro de artes. “Vamos recuperar [o Basileu] para dar oportunidades a esses jovens, que serão referências a outros jovens goianos que também precisam de motivação para vencer as adversidades da vida”, salientou.

Diretora do Itego, Lóide França destacou o histórico de formação de artistas do centro, fato reconhecido internacionalmente. “O Basileu França é um ‘celeiro’ de artistas para o Brasil e o mundo. Ficamos lisonjeados com a visita do governador, que nos trouxe esperança”, disse. “Nosso principal objetivo é oportunizar o acesso às artes e à cultura para crianças e jovens. Agradecemos imensamente ao governador pela atenção, carinho e reconhecimento. Ficamos com o coração renovado”.

Antes de deixar o Basileu, mais uma surpresa. O governador virou tema de um desenho do grafiteiro Múcio Nunes.