WhatsApp Image 2019-03-06 at 14.41.47

Nova licitação do Jovem Cidadão dará melhores condições salariais e de trabalho, diz Caiado

Governador fez balanço dos dois primeiros meses de governo em entrevista à TV Anhanguera

O governador Ronaldo Caiado esclareceu, nesta sexta-feira (1º/3), que o programa Jovem Cidadão não vai acabar, mas passará por uma reformulação com o objetivo de beneficiar todos os participantes. Em entrevista ao Jornal Anhanguera 1ª Edição, ele disse que o Governo de Goiás abrirá uma nova licitação para dar mais transparência ao processo.

“No momento em que abre a nova licitação, você está penalizando o jovem ou está fazendo com que a ele sejam dadas melhores condições, tanto salariais como em condições de trabalho?”, questionou o governador, ao garantir que o processo passará por melhorias significativas.

Atualmente o Jovem Cidadão é ligado à Secretaria de Desenvolvimento Social, responsável pela nova licitação na modalidade de pregão eletrônico. O modelo permitirá maior celeridade no processo de licitação e também a ampla participação de interessados. O programa, que atende a 5 mil jovens, lançará em breve o recadastramento dos beneficiados.

Na entrevista à repórter Renata Costa, Ronaldo Caiado fez um breve balanço sobre os dois primeiros meses de governo. “Os 58 primeiros dias foram extremamente positivos, com a certeza de que o dinheiro público está sendo utilizado com total transparência”. A exemplo do que houve com o Jovem Cidadão, o governador afirmou que todos os contratos do Estado estão em fase de revisão, e devem passar por reformulação caso haja necessidade.

Veja os principais pontos abordados na entrevista de balanço dos dois primeiros meses do governo Caiado:

Economia
O governador informou que está em contato direto com o ministro da Economia, Paulo Guedes, a fim de buscar apoio para tirar Goiás da crise econômica. Na última semana, inclusive, conversou com o presidente Jair Bolsonaro. “Não podemos ser penalizados por práticas ilícitas feitas em governos anteriores”, pontuou.

A expectativa é garantir uma carta de crédito do governo federal para que Goiás possa contrair empréstimos. “O próprio ministro Paulo Guedes deixou bem claro: Caiado, conte comigo neste apoio a solucionar o problema de Goiás”.

Folha de pagamento
Sobre o pagamento do funcionalismo público, Caiado frisou que, desde que assumiu o governo, tem feito questão de pagar rigorosamente cada centavo ao servidor. “Não tem nada mais sagrado que o salário da pessoa, e vocês têm visto que estou pagando em dia”, disse.

Tanto a folha de janeiro quanto a de fevereiro, parte dos servidores recebeu até mesmo antes da data de vencimento. O pagamento de aposentados e pensionistas será feito até o próximo dia 8. “Cada centavo que entra [no caixa do Estado], se pode ser utilizado paga pagar o servidor, eu inicio imediatamente.”

Incentivos fiscais
“Já está aprovado e agora é Lei”, comentou Caiado sobre a reformulação dos incentivos fiscais em Goiás. De acordo com ele, a nova regra “vai fazer com que os empresários entenderam a necessidade de compartilhar o momento com o Estado de Goiás. Nesta hora, nós diminuímos os incentivos e vamos trazer para os cofres do Estado mais R$ 1 bilhão, e isso significa todos os setores tendo de contribuir”.

Corrupção
Ao comentar sobre o modo de governar das gestões anteriores, Caiado comparou a corrupção aos danos causados por um tsunami. “A corrupção é um mal que tomou cada vez mais tentáculos na estrutura de Goiás. Então, recuperar isso não é de um dia para a noite. Se o governo teve más práticas durante algum período, nós agora vamos reverter o processo. É outro Goiás que nós estamos construindo em 58 dias”, assegurou.

Para Caiado, o sentimento de “goianidade” nunca esteve tão presente. “Estamos, com apoio dos prefeitos, atuando num sentimento de mutirão. Todos estão dando as mãos para resolver essa situação calamitosa”, enfatizou. “A população tem a interpretação do que era o Estado de Goiás e o que nós estamos transformando o Estado de Goiás”, finalizou.