WhatsApp Image 2019-04-25 at 19.49.28

“Aceleramos o ritmo e moralizamos o Estado”, diz Caiado a rádio de Rio Verde

Em entrevista à emissora Morada do Sol, governador apresentou primeiras realizações de sua gestão e destacou criação de postos de trabalho no município

O governador Ronaldo Caiado falou à população de Rio Verde e municípios vizinhos, nesta quinta-feira (25/04), durante o programa Patrulha 97, apresentado por Costa Filho e Regina Reis, na Rádio Morada do Sol (97,7 FM). Caiado aproveitou a ocasião para prestar contas de sua gestão à população da região, relembrou as condições em que assumiu o Estado e destacou algumas ações que tem tomado para colocar a casa em ordem. “Aqueles que imaginavam que nós iríamos diminuir o ritmo se enganaram, pelo contrário, nós aceleramos o ritmo e moralizamos o Estado”, destacou.

Caiado deixou claro aos ouvintes que não é do tipo de gestor que administra olhando no retrovisor, lembrou dos desafios enfrentados ao longo de sua vida pública e ressaltou que sua experiência possibilitou os resultados positivos que o governo já apresenta em apenas quatro meses de gestão.

Dentre os avanços alcançados, Caiado citou a geração de 600 empregos em Rio Verde, com a construção da fábrica da multinacional Crown Embalagens Metálicas da Amazônia S/A, que está investindo R$ 350 milhões para se instalar no município. Os dados do Caged, lembrados pelo governador, mostram que Goiás gerou, em março, mais de 2,7 mil postos de trabalho enquanto, no geral, o Brasil perdeu 43 mil vagas.

“Assinamos protocolo de intenções para instalação de 27 novas empresas em Goiás, investimento superior a R$ 600 milhões e previsão de 15 mil empregos diretos e indiretos”, sintetizou Caiado.

Outras conquistas da gestão estadual citadas pelo governador foram: a recriação das Secretarias da Indústria e Comércio, do Esporte, da Cultura e da Agricultura e Abastecimento; a redistribuição do FCO para levar industrialização aos municípios do interior; e a viabilização para a construção de duas Policlínicas, uma em Posse e outra em Santa Terezinha de Goiás, para prestar atendimento à população em sua própria região. “Você vê que estamos trabalhando para melhorar a qualidade de vida das pessoas. Esse é um governo que não tem Secretarias Extraordinárias para conchavos”, pontuou.

Para aliviar o bolso do contribuinte, Ronaldo Caiado deu fim aos radares móveis nas rodovias e às taxas em efeito cascata cobradas pelo Detran e cartórios. “Modéstia a parte, acabamos com aqueles radares da indústria da multa em Goiás, que assaltavam o goiano. Eu tirei a taxa que o cidadão tinha que pagar para o cartório, onde ele comprava um carro, financiado ou de leasing, e tinha que pagar mais de R$180 em um cartório, provavelmente para dividir propina para muitos. Tinha vistoria de tudo, de uma placa, do carro que era guinchado, tudo isso custava mais de R$170 na vistoria. Só para o bolso do goiano, eu estou devolvendo quase 400 reais”, pontuou.

Combate ao crime

O governador ressaltou que a Segurança Pública de Goiás tem se tornado referência no Brasil. Segundo ele, o combate ao crime e as recentes prisões efetuadas em Goiás chamaram a atenção do ministro Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública) que escolheu Goiás para um projeto-piloto interministerial, elaborado pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), com o objetivo de reduzir os índices de criminalidade no País. “Você sabia que o policial militar, quando eu assumi o governo, ganhava R$1,5 mil, e que hoje ele ganha mais de R$5 mil? Eu acabei com essa terceira categoria, dei dignidade à nossa polícia”, enfatizou.

Combate à pobreza
Indagado a respeito das ações do governo na área Social, o governador relatou que o Gabinete de Políticas Sociais, comandado pela primeira-dama Gracinha Caiado, criou o Índice de Carência das Famílias do Estado de Goiás para que o governo possa agir diretamente nos bolsões de miséria que ainda existem, fazendo com que as famílias que mais precisam do socorro imediato do Estado sejam alcançadas. “Não é distribuir cartão na mão do cidadão para escolher quem deve ter o apoio do governo, é identificar as carências do Estado: são mais de 30 mil casas em Goiás sem banheiro, sem piso no chão, sem água encanada, sem luz elétrica”, enumerou.

Herança da gestão anterior
Costa Filho questionou o governador a respeito das dificuldades encontradas ao assumir o Governo do Estado. Caiado, que não esconde a realidade, afirmou que “dentro do que a gente imaginava, você pode multiplicar por mil o quanto destruíram a máquina, é impressionante!”.

A lista da herança deixada pelo governo anterior é extensa: dívida de R$ 4 bilhões; salários e repasses para a Saúde e Educação atrasados; cinco mil quilômetros de estradas esburacadas; hospitais fechados; dívida com o Bolsa Universitária; contratos superfaturados, enfim, “um Estado usado como se fosse uma máquina de propriedade particular para fazer campanha”. “Eu tenho conseguido, graças a Deus, superar adversidades junto com os deputados federais, estaduais, com os prefeitos que me apoiaram e até os que não me apoiaram”, assinalou.

Folha de dezembro
O atual governo já quitou mais de 70% do salário dos servidores referente ao mês de dezembro. “Os governos anteriores não repassavam o dinheiro da Saúde, do Transporte Escolar e da Merenda Escolar às prefeituras para fazer caixa. Então, eles pagaram a folha sufocando, matando os municípios, essa é a grande realidade. Eu cumpro a lei, cumpro a Constituição. Nunca usei um real do dinheiro dos municípios e nunca usurpei aquilo que é dos outros”, relatou.

Energia
Questionado sobre os serviços prestados pela Enel, no fornecimento de energia no Estado, o governador afirmou que vai sancionar uma lei para não deixar que a Enel continue lucrando cada vez mais e investindo menos em Goiás. “Eles tiveram um lucro 14 vezes maior e, no entanto, aplicaram menos do que o necessário para prestar um serviço de qualidade no Estado. Hoje esse é um grande entrave, é um grande problema que precisamos resolver”, denunciou.

Educação
Indagado sobre os investimentos em Educação, Ronaldo Caiado declarou que, ao lado da secretária Fátima Gavioli, está investindo na melhoria do currículo para mudar a triste realidade de que 36% dos estudantes que concluem o Ensino Médio não conseguem fazer uma operação matemática. “É um trabalho longo, mas nós já estamos conseguindo resultados extremamente positivos porque o povo sabe que governamos com responsabilidade e transparência, mostrando onde é aplicado cada centavo do povo goiano”, assinalou.

Relacionamento com o Governo Federal
São constantes as viagens do governador Ronaldo Caiado a Brasília em busca de investimentos para o Estado de Goiás, de socorro aos municípios e obras emergenciais na área de infraestrutura. “O que eu tenho feito é usar todo o meu prestígio político, toda a minha história política de cinco mandatos de deputado e um de senador para tentar achar uma alternativa, uma saída para Goiás”, argumentou o governador ao falar do bom trânsito que tem junto ao presidente Jair Bolsonaro e sua equipe ministerial. “O Presidente da República me trata de maneira respeitosa e, além do mais, ele tem um carinho especial pelo nosso Estado de Goiás”, frisou o governador.