WhatsApp Image 2019-04-24 at 21.31.46

Governo de Goiás cria comitê regional da Ride que tem 60 dias para apresentar ações estratégias para cidades do Entorno

Decreto do governador Ronaldo Caiado que efetiva o órgão foi apresentado na reunião semanal do Gabinete de Políticas Sociais. “Vamos começar uma interlocução direta com os ministérios para repassarem recursos”, diz Gracinha Caiado

Depois de articular a criação pela União de um Conselho Administrativo da Rede Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (Ride), que foi anunciada pelo ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, nesta terça-feira (23/04), o governador Ronaldo Caiado determinou a implantação de outro órgão com foco no desenvolvimento da região. É o Comitê da Ride Goiás, que foi instituído pelo decreto 9.421/2019 e irá reunir oito secretarias na missão de apresentar, em 60 dias, propostas de ações emergenciais e projetos para os municípios do Entorno.

O comitê ficará sob jurisdição do Gabinete do Governador, com apoio do Gabinete de Políticas Sociais (GPS), que é coordenado pela primeira-dama e presidente de honra da OVG, Gracinha Caiado. Durante reunião semanal do GPS nesta quarta-feira (24/04), Gracinha apresentou o órgão. O comitê será formado pelas secretarias de Saúde, de Educação, da Segurança Pública, do Desenvolvimento Social, de Desenvolvimento e Inovação, além da Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra), da Saneago e da Secretaria de Indústria, Comércio e Serviços. Também podem participar os gestores de municípios que apresentarem interesse em integrar o grupo da Ride.

A escolha das pastas que inicialmente formam o comitê foi feita tendo em vista as necessidades prioritárias da região. A Ride Goiás deve organizar um plano de desenvolvimento para os municípios goianos e, assim, orientar a busca por verbas. “Vamos começar uma interlocução direta com os ministérios para repassam recursos ou realizarem atividades diretas nos municípios goianos”, explicou a primeira-dama. Entre a ações do Comitê estão estruturação de um escritório de capacitação, elaboração de projetos e apoio na execução das ações.

A coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais lembrou que o governo do Distrito Federal apóia a criação de uma Região Metropolitana do Entorno, proposta que tramita no Congresso Nacional. Segundo ela, esse projeto de lei eximiria o Distrito Federal e Minas Gerais de realizarem investimentos na região. “O governador Ibaneis [Rocha] quer criar uma região metropolitana, onde você tem um sistema imobiliário enorme trabalhando, mas que, na hora que se fala em saúde, educação e moradia, ele não entra”, criticou Gracinha Caiado.

Conselho de Administração – No âmbito do Governo Federal, o conselho que deve ser instituído nos próximos dias irá elaborar estudos e discussões, envolvendo a União, os municípios do Entorno e os governos de Goiás, Minas Gerais e Distrito Federal para a definição de quais são as prioridades das cidades satélites.