Reunião com Iris Rezende

Parceria entre Governo de Goiás e Prefeitura de Goiânia trará solução para o Eixo Anhanguera

Protocolo de intenções assinado por Ronaldo Caiado e Iris Rezende visa inserir a iniciativa privada para melhorar a qualidade do serviço para a população

O governador Ronaldo Caiado e o prefeito de Goiânia, Iris Rezende, firmaram uma parceria para buscar soluções para o transporte coletivo da capital e Região Metropolitana. Com o objetivo de promover melhorias no Eixo Anhanguera,e beneficiar a população, o governador e o prefeito assinaram uma carta de intenções em que o Estado formaliza a devolução da concessão do Eixo Anhanguera para a Prefeitura.

Ronaldo Caiado ressaltou a importância desse ato conjunto entre Estado e Município para melhora o serviço prestado no Eixo Anhanguera. “Nossa ação harmônica é no sentido de trazer uma solução para o cidadão, aquele que utiliza o serviço de transporte urbano na capital. Essa carta de intenções foi redigida e assinada por nós para buscarmos alternativas mais rápidas possíveis”, disse o governador.

De acordo com o secretário de Indústria, Comércio e Serviços de Goiás (SIC), Wilder Morais, a previsão é de que a iniciativa privada participe da solução do transporte coletivo. “Criamos essa parceria para estudar a legalidade das duas partes tendo em vista que o gesto político tanto do governo do Estado de Goiás como da Prefeitura é que possamos dar uma destinação melhor ao Eixo Anhanguera com a iniciativa privada”, afirmou.

Wilder Morais também salientou que o Eixo Anhanguera é de responsabilidade da Prefeitura, mas quem opera hoje é o governo de Goiás. “Entendemos que nenhum dos dois tem que operar o Eixo Anhanguera e, sim, a iniciativa privada. Faremos os estudos para que a gente possa, em seguida, colocar a operação da plataforma à exposição da iniciativa”.

Conforme a secretária de Economia, Cristiane Schmidt, a plataforma do Eixo Anhanguera se tornou insustentável. “Estamos pensando qual é o melhor modelo para poder colocar porque hoje o modelo não se sustenta. Então, não sendo auto sustentável, é muito complicado passar essa conta para o governo”.

Iris Rezende também destacou a importância da parceria. “Esse foi o primeiro passo que a Prefeitura de Goiânia e o governo do Estado, de mãos dadas, assumimos. Essas são as primeiras discussões para trazer uma solução definitiva para a questão do transporte coletivo da Região Metropolitana de Goiânia”, disse.